in

Cantores gospel fazem campanha de oração após chuvas em Minas Gerais

Cantores e artistas gospel iniciaram campanhas em suas redes sociais para que seus seguidores intercedam pelo estado de Minas Gerais, que vem sendo castigado por fortes chuvas este ano.

Pr. Gustavo Bessa e as cantoras gospel Ana Paula Valadão e Nívea Soares.
Pr. Gustavo Bessa e as cantoras gospel Ana Paula Valadão e Nívea Soares.

Ana Paula Valadão, André Valadão, Nívea Soares, Pr. Lucinho e outros nomes do mundo gospel estão formando uma rede de orações pelo lugar, já que são naturais de Belo Horizonte, que está sendo bastante afetada.

A líder do Diante do Trono disse que o congresso tradicional do ministério, que acontece em Belo Horizonte anualmente, focará no estado mineiro.

“O #CongressoDT tb já estava focado no altar de BH c representantes de Elias e Eliseus da cidade. Os olhos do Senhor estão BH, que é uma plataforma profética p o Brasil”, afirmou.

Ela também fez uma live com seu esposo Gustavo Bessa e a cantora gospel Nívea Soares, que chorou por conta da situação de Belo Horizonte. Nívea inclusive publicou uma reflexão sobre os problemas dos mineiros com as chuvas, relacionando à espiritualidade cristã.

“A chuva traz destruição quando não estamos prontos para recebê-la. BH é uma cidade construída sobre rios, ocultando-os debaixo de avenidas e ruas asfaltadas. Rios foram feitos pra fluir. Espiritualmente, o que temos feito com o rio do Espírito que Jesus disse que fluiria do interior dos que cressem nele?”, afirmou.

Janeiro já registrou em Belo Horizonte volume de chuva (932,3 milímetros) quase igual àquele que caiu na capital mineira em todo o ano de 2019 (986,6 milímetros). Foi o início de ano mais chuvoso da história da capital desde o início das medições, há 110 anos.

View this post on Instagram

Nas épocas de sequidão em BH(e o tempo aqui é bem seco)nós ansiamos por chuvas. E quando elas vem são um alívio. Mas à medida em que se intensificam, como as chuvas sem precedentes que tem nos atingido, causam destruição e trazem à tona o lixo jogado nos bueiros e nos rios. Literalmente trazem à tona aquilo que estava escondido. Espiritualmente falando, quantas vezes clamamos por chuvas de Deus? Quantas vezes oramos e pedimos avivamento sobre nossa cidade e nação? Mas será que estamos prontos para o agir sobrenatural de Deus? Para as chuvas do seu Espírito? Estamos prontos para a presença manifesta de Deus? Quando ele vem, aquilo que está em oculto vem à luz. Os pecados escondidos são manifestos. A chuva traz destruição quando não estamos prontos para recebê-la. BH é uma cidade construída sobre rios, ocultando-os debaixo de avenidas e ruas asfaltadas. Rios foram feitos pra fluir. Espiritualmente, o que temos feito com o rio do Espírito que Jesus disse que fluiria do interior dos que cressem nele? Será que o temos bloqueado com formatações e estruturas humanas? Será que temos parado o mover do Espírito em nós e através de nós por causa de pecados? Que o Senhor tenha misericórdia de nós! Malaquias 3:1-2 “Eis que eu envio o meu mensageiro, que preparará o caminho diante de mim; de repente, virá ao seu templo o Senhor, a quem vós buscais, o Anjo da Aliança, a quem vós desejais; eis que ele vem, diz o SENHOR dos Exércitos. Mas quem poderá suportar o dia da sua vinda? E quem poderá subsistir quando ele aparecer? Porque ele é como o fogo do ourives e como a potassa dos lavandeiros.”

A post shared by Nivea Soares (@niveasoares) on

Menino realiza sonho de abraçar irmão mais novo após conseguir prótese

Mãe tem caso com marido da filha durante lua de mel deles e engravida