in

Crianças albinas são mortas por bruxos em rituais na Tanzânia e governo intervém

Uma prática absurda contra a população albina tem chamado a atenção das autoridades na Tanzânia.

Crianças albinas são vítimas de bruxaria na Tanzânia.
Crianças albinas são vítimas de bruxaria na Tanzânia.

A ONU informou que, desde 2000, cerca de 80 pessoas, dentre elas crianças, já foram mortas no país, um número que atinge 200 se considerarmos toda a África.

Bruxos curandeiros propagam a falsa informação de que partes do corpo de pessoas albinas são milagrosas e dão boa sorte caso sejam ingeridas em forma de poção.

A Cruz Vermelha afirmou ao Faithit que esses bruxos pagam até 75 mil dólares por partes de corpos albinos, o que é crime.

Preocupados com o avanço dessa ideia, as autoridades da Tanzânia começaram a investigar possíveis grupos ligados a esses bruxos, para contê-los e puni-los, mas nem sempre é fácil identificá-los.

O albinismo é uma condição genética, que faz com que o corpo humano tenha dificuldades para produzir melanina, que é responsável pela coloração da pele, olhos e pelos, além de ser essencial para a função ocular, o que faz com que os albinos possuam quase sempre problemas de visão.

Ana Maria Braga agradece apoio após revelar câncer: “Caminho de esperança”

Juliano Cazarré volta pra igreja com família: “O Pai nos trouxe para casa”