Datafolha: Bolsonaro perde apoio nacional inclusive entre evangélicos

Pesquisa do instituto Datafolha divulgada ontem (08) apontou que Jair Bolsonaro é o presidente com a pior avaliação de governo desde Fernando Collor, em 1990.

Bolsonaro na Marcha Para Jesus 2019.
Bolsonaro na Marcha Para Jesus 2019.

Os números mostram que, para 33% dos brasileiros, o governo de Jair Bolsonaro foi ótimo ou bom nesses primeiros 6 meses; 33% também foi o índice marcado pelos que consideraram o período como ruim ou péssimo; e 31% afirmaram que até agora foi um governo regular.

O Datafolha comparou a avaliação feita nos primeiros 6 meses de governo dos últimos presidentes, e Bolsonaro atingiu a menor marca de ótimo ou bom para o período, até então:
1º – Dilma Rousseff (1º mandato): 46%
2º – Lula (1º mandato): 42%
3º – Fernando Henrique (1º mandato): 40%
4º – Fernando Collor: 34%
5º – Jair Bolsonaro: 33%

Entre os evangélicos, principal grupo de apoio do presidente, houve oscilação negativa de 1p.p. Em abril, 42% dos evangélicos consideravam o governo Bolsonaro ótimo ou bom, agora esse índice está em 41%.

Os neopentecostais, adeptos da chamada “Teologia da Prosperidade”, são os evangélicos que mais apoiam o governo (44%), seguidos dos evangélicos tradicionais (42%) e dos pentecostais (39%).

O Datafolha foi à campo entre os dias 4 e 5 de julho. Foram ouvidas 2.860 pessoas com mais de 16 anos, em 130 cidades. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%.