Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Deputada é processada por Xuxa após repudiar livro LGBT infantil

Publicado

em

Xuxa pode receber uma indenização por danos morais de Rosane Felix - Foto: Reprodução

A apresentadora Xuxa Meneghel resolveu processar a deputada carioca Rosane Felix (PSD) por associá-la à pedofilia e à exploração infantil. A ação de danos morais foi distribuída no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) no último 4 de fevereiro.

Na época, agosto de 2020, Rosane publicou, no Diário Oficial da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), uma moção de repúdio ao anúncio de um livro escrito pela apresentadora com conteúdo LGBT para o público infantil.

Felix disse considerar absurda a justificativa de Xuxa de que o assunto seria apresentado de uma maneira “para que as crianças possam entender que o amor é mais importante”. No livro Maya: Bebê Arco-íris, a artista conta a história de uma recém-nascida que tem duas mães.

Segundo a deputada, todo conteúdo que busque induzir em crianças os conceitos de ideologia de gênero devem ser abolidos. Ela era a Presidente da Comissão dos Direitos da Criança, Adolescente e Idoso na Alerj.

Segundo o site Notícias da TV, do portal Uol, Xuxa está pedindo indenização de R$ 150 mil por danos morais. Um juiz do Rio precisa “sanear” o processo, ou seja, resolver as questões processuais pendentes, se houver, e em seguida determinar se as partes terão que apresentar mais provas para dar continuidade.

Rosane afirmou não se tratar de associação à pedofilia e negou que tenha feito acusação nesse sentido. “Existe um processo judicial no qual tudo será esclarecido, mas não se trata de associação à pedofilia, até por que, em nenhum momento, fiz esta acusação”, disse ela ao Pleno News, reafirmando que “esse tipo de literatura é desnecessário para crianças”.













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página