Conecte-se conosco

Mundo Cristão

“É impossível ser cristão e ser de esquerda”, afirma Igreja Universal

Publicado

em

A Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd), liderado pelo bispo Edir Macedo, publicou no último domingo (23/01), um texto em seu site oficial defendendo que “um cristão de verdade” não pode ser de esquerda.

O artigo traz uma lista de diferenças entre o “pensamento cristão” e o “pensamento esquerdista”. Logo no início do texto, a igreja diz que os “esquerdistas se travestem de defensores do povo” e pretendem “repetir no Brasil fórmulas desgastadas e ineficazes — incluindo-se aí os regimes ditatoriais — e espalhar ainda mais o caos para que suas atitudes de desgoverno não sejam notadas”.

Segundo a igreja, “isso é um grande perigo e o cidadão deve ficar atento”, em referência às pessoas que estão pensando em votar em candidatos de esquerda. Vale lembrar que neste ano os brasileiros escolherão o próximo presidente. Luiz Inácio Lula da Silva é o principal candidato da esquerda para a disputa da presidência da república.

OS CINCO MOTIVOS

Ainda segundo o texto, a culpa pela polarização política atual, causadora de brigas que, segundo o texto, “fazem parte de uma estratégia maléfica para confundir ainda mais a população e angariar os votos dos incautos para os esquerdistas”, é totalmente da esquerda.

O artigo detalha cinco diferenças entre o cristianismo e o pensamento de esquerda, são elas: família, formas de governar, crenças, “lados”, e unidade.

No quesito família, por exemplo, a igreja afirma que “a esquerda prega contra o casamento convencional e incentiva questões como a liberdade do uso de drogas, que causam mal individual e social e desestruturam as famílias”.

Já em formas de governar, o texto traz a seguinte afirmação: “A esquerda gosta de mentir que luta contra a ditadura, mas o marxismo, base do esquerdismo, produziu historicamente as maiores ditaduras que oprimiram o povo. Elas perseguiram e perseguem o cristianismo até hoje”. Segundo a igreja, China e Coreia do Norte são exemplos claros da afirmação acima.

Em unidade, o artigo diz que “a esquerda destaca a diferença para incentivar a briga entre as pessoas, apesar de pregar falsamente que é a favor das diferenças. Ela precisa do conflito para se manter, numa estratégia de “dividir para conquistar”, pois é mais fácil para ela manipular pequenos fragmentos do que tentar o mesmo com um grupo único, grande e forte. Quem instiga o ódio é o diabo”.

RENATO CARDOSO

A publicação termina citando uma frase do bispo Renato Cardoso, genro do bispo Edir Macedo: “Se você se diz cristão e ainda vota na esquerda, há apenas duas possibilidades: ou você não segue realmente os ensinamentos do cristianismo ou os segue e ainda não entendeu o que a esquerda é verdadeiramente”.

O artigo causou grande repercussão na internet, e indignação por parte dos esquerdistas e apoiadores contrários à políticos da direita e conservadores. O assunto foi destaque em diversos portais de notícias, e inclusive nas redes sociais, onde muitos fizeram questão de relembrar que Edir Macedo já apoiou Dilma Rousseff e Lula nas eleições passadas.













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página