Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Evangélico é morto após grupo ser baleado durante vigília em monte

Além do homem, outras quatro pessoas que participavam da vigília também foram baleadas

Publicado

em

Alderir de Melo Lopes, vítima fatal de ação criminosa - Foto: Arquivo Pessoal

Quatro pessoas que participavam de um momento de oração, popularmente conhecida como “vigília”, em uma área de matagal foram baleados na madrugada do último sábado (21/05). O caso aconteceu em Porto do Mangue, no litoral da Costa Branca do Rio Grande do Norte.

Infelizmente, uma das quatro vítimas morreu no domingo (22/05). E, segundo a polícia, os evangélicos foram baleadas após serem confundidos com membros de uma facção criminosa.

As vítimas contaram à polícia que estavam em uma vigília fazendo orações quando homens armados apareceram perguntando por outras pessoas. Em seguida, começaram a atirar. Os atiradores fugiram após os disparos. As vítimas não souberam informar mais características dos criminosos aos policiais.

O pescador Alderi de Melo Lopes, de 47 anos, não resistiu e faleceu no Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, onde estava internado desde o dia do crime. Outros dois homens, de 36 e 25 anos, e uma adolescente de 17 anos estão entre os feridos. Todos foram socorridos em uma ambulância para o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró. Nenhum suspeito do crime foi preso.

Segundo a Polícia Militar, o caso aconteceu por volta das 1h30 de sábado, em um monte da cidade. Segundo a corporação, os atiradores só pararam de atirar e fugiram, quando uma das vítimas gritou e falou que eram religiosos, que estavam no local fazendo uma oração.

Assassinado, Alderi de Melo Lopes completaria 48 anos na próxima sexta-feira (27/05). Ele foi velado em Porto do Mangue e foi sepultado na tarde de segunda-feira (23/05) no município. Familiares pediram justiça e a prisão dos envolvidos no crime.

  • RECEBA NOTÍCIAS DO PORTAL DO TRONO DIRETAMENTE DO WHATSAPP!







+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página