Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Falso pastor é preso acusado de estupro contra pelo menos cinco crianças

Publicado

em

Ele teria praticado crimes contra vulneráveis em pelo menos 2 municípios - Foto: Polícia Civil

Um falso pastor evangélico de Calçoene, a 340 km de Macapá, foi preso pela Polícia Civil acusado de estupro de vulnerável, aliciamento de menores com fim de ato libidinoso e pornografia infantil.

Segundo a Polícia Civil, Clenilson Guimarães Ferreira, de 24 anos, se passava por pastor da Igreja Arca do Senhor, em Calçoene, para facilitar o cometimento de seus crimes. Segundo a corporação, o falso pastor abusou de pelo menos cinco vítimas, todas do Distrito do Lourenço.

“As vítimas do investigado eram crianças e adolescentes frequentadores do templo de oração, principalmente, os que participavam de uma programação noturna dedicada aos jovens, a qual o Pastor era o responsável. Fizemos um trabalho em conjunto com o Conselho Tutelar e, até o momento, há pelo menos cinco vítimas do ‘falso Pastor’, todas do Distrito do Lourenço”, disse o delegado Niury Relry.

Além disso, segundo a polícia, o mesmo homem também está sendo investigado na cidade de Laranjal do Jari pelos mesmos crimes. “É importante que as vítimas procurem a Delegacia de Polícia e denunciem”, disse o Delegado.

“Há notícias de que consumou o estupro mas com pelo menos mais duas meninas, ainda não confirmamos. Uma já confirmamos com depoimento e exame de conjunção carnal, e com dois meninos de 10 e 11 ele pedia fotos e mandava pornografia”, explicou Niury.

A prisão do falso líder religioso aconteceu na última quinta-feira (10/02). Segundo a Polícia Civil, ele foi preso através do cumprimento de mandado de prisão preventiva e ficou em silêncio durante interrogatório. Ele foi encaminhado ao (Instituto de Administração Penitenciária do Amapá) Iapen.













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página