Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Família de Anderson do Carmo denuncia agressão e ameaças do ex-genro de Flordelis contra policiais do caso

Publicado

em

Ângelo Máximo conta que foi agredido, teve suas roubas rasgadas e cordão arrebentado -

Na noite desta segunda-feira (22/01), o advogado Ângelo Máximo, representante da família do falecido pastor Anderson do Carmo, assassinado em 2019, relatou ter sido vítima de ameaças e agressões por parte de Elias de Souza Azevedo, ex-genro da ex-deputada federal Flordelis. O incidente ocorreu na saída de um mercado em Piratininga, em Niterói.

Segundo jornal Extra, o advogado revelou à polícia que Elias, anteriormente casado com Monique, uma das filhas adotivas de Flordelis, abordou-o por volta das 21h, proferindo ameaças relacionadas à investigação do homicídio de Anderson do Carmo. No depoimento prestado à 81ª DP (Itaipu), Ângelo Máximo detalhou a gravidade da situação:

“Disse que iria matar o declarante (Máximo), a delegada ‘safada’ Barbara Lomba e todos os policiais que atuaram no caso”, diz trecho do documento.

Não é a primeira vez que o advogado enfrenta situações ameaçadoras. Em novembro de 2020, ele já havia registrado uma ocorrência por ameaça na Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG). Naquela ocasião, durante uma audiência, um homem teria feito gestos de arma com a mão, encarando-o e sinalizando afirmativamente com a cabeça.

Após relatar o incidente ao promotor, que o orientou a compartilhar a informação com a juíza presente, Ângelo Máximo não relatou mais incidentes ameaçadores. Contudo, preocupado com sua segurança, decidiu procurar as autoridades policiais para garantir sua proteção.

🔔 SIGA O PORTAL DO TRONO NO WHATSAPP. CLIQUE AQUI PARA RECEBER NOTÍCIAS DIRETO NO SEU CELULAR!

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página