Conecte-se conosco

Polêmicas

Felipe Heiderich: “Quem dar voz a pessoa que me acusou, vai levar processo”

“E por favor deem voz. Porque eu preciso de dinheiro”, diz o ex-pastor

Publicado

em

Ex-pastor Felipe Heiderich - Foto: Reprodução/Instagram

O ex-pastor Felipe Heiderich usou as redes sociais no fim da noite desta quinta-feira (02/06), para se manifestar sobre a vitória na Justiça de Johnny Depp contra uma ex-esposa por difamação. A declaração veio um dia após a influenciadora digital Andressa Urach dizer em uma live com Bianca Toledo que, caso fosse ela, teria matado Felipe.

Urach estava se referindo ao caso envolvendo Felipe e Bianca. Em 2016, Toledo entrou com um pedido de divórcio, seguido de uma denúncia contra o marido; acusando-o de ter estuprado seu filho, enteado de Felipe.

Segundo Andressa, ela não teria tido a sabedoria e o domínio próprio que Bianca teve diante do caso. Além disso, afirmou que, caso ela tivesse matado Felipe, estaria até hoje na cadeia, porém pregando o evangelho no presídio.

MANIFESTAÇÃO DE FELIPE HEIDERICH

Felipe, ao que tudo indica, parece não ter gostado de ver Andressa Urach conversando sobre o assunto com a sua ex-esposa. Ele usou as suas redes sociais para reafirmar que foi absolvido das acusações feitas por Bianca Toledo. Usando como exemplo o caso de Johnny Depp, Felipe disse que a vitória do ator lhe fez “ter esperança que a verdade sempre vence”.

“Eu senti na pele uma falsa acusação. Ardilosa, cruel, narcisista e endemoniada. Uma acusação perversa. Levei mais de 3 anos pra provar minha inocência. Ao meu lado, depuseram, peritos, policiais, e o próprio Ministério Público pediu minha absolvição. Ganhei em todas as instâncias por unanimidade”, declarou Felipe.

De acordo com ele, qualquer pessoa que der voz a Bianca, levará processo. “Qualquer pessoa que continuar levantando falso ou dar voz a pessoa que me acusou, vai levar processo. E por favor deem voz. Porque eu preciso de dinheiro”, afirmou sem citar nomes.

Segundo o ex-pastor evangélico, ele tem sido vítima de difamação, calúnia, injúria e outros crimes, mesmo tendo sido “inocentado pela Justiça” das acusações. Heiderich informou ainda que tem levado tudo na Justiça.

“Vou enumerar, mas tem lá [na Justiça]: denunciação caluniosa, difamação, calúnia, injúria, sequestro e cárcere privado. Tem cinco queixas-crimes, tem bastante coisa. Eu não consigo lembrar de todas não”, disse ele. “Então, vai somando aí, quem sabe a gente não coloca numa formação de quadrilha judicialmente. Não estou falando de boca pra fora não”, disse.

Ele finalizou dizendo que “eu preciso dizer pra você, vê o que acontece com em mente pro Tribunal, vê o que acontece com quem diz que eu não ganhei, que eu não sou inocente, vê? Dá um Google aí”. Assista:







+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página