in

Fernanda Brum volta atrás e decide fechar igreja por causa do Coronavírus

Publicidade

Fernanda Brum e seu esposo Emerson Pinheiro decidiram voltar atrás da decisão de manter os cultos presenciais na igreja que lideram, e irão atuar apenas online a partir de agora, por conta da pandemia do novo Coronavírus.

Eles haviam anunciado essa semana que os cultos não sofreriam alterações, e que quem desejasse participar, as portas da igreja estariam abertas. Fernanda Brum chegou a receber críticas após convidar as pessoas a irem para o culto dessa última terça-feira (17).

Agora há pouco, no entanto, o casal decidiu voltar atrás, e anunciou que os cultos da Igreja Profetizando às Nações, localizada no Rio de Janeiro (RJ), serão feitos apenas online (confira o comunicado no final do post).

Hoje (18) uma polêmica sobre o fechamento dos templos diante da pandemia tem chamado a atenção do meio evangélico, após Ana Paula Valadão publicar críticas contundentes aos líderes religiosos que não fecharam as portas de suas igrejas.

PUBLICIDADE

Silas Malafaia, um desses líderes que decidiu manter os cultos presenciais, respondeu de forma exaltada as críticas da líder do Diante do Trono, e disse, sem citá-la nominalmente, que ela não respeitava autoridades religiosas.

A Igreja Batista da Lagoinha, liderada pelo pai de Ana Paula, Pr. Márcio Valadão, decidiu suspender todas as atividades e cultos presenciais para atuar apenas online.

Até as 19h desta quarta (18), Secretarias de Saúde de todo o Brasil já confirmam, pelo menos, 509 casos de infectados pelo Coronavírus aqui no país, com 4 mortes no estado de São Paulo. As recomendações é que a população evite aglomerações e viagens, lave sempre bem as mãos com sabão e procurem não fazer cumprimentos sociais, como beijo, abraço e aperto de mãos.

Publicidade

Silas Malafaia se exalta e rebate críticas de Ana Paula Valadão

Cantor gospel pede que Silas Malafaia feche templos: ‘Pode matar pessoas’