Fernanda Brum é acusada de descumprir contrato de show gospel e levará à Justiça

A organização do evento gospel Clama Bahia, que aconteceu neste último fim de semana em Salvador (BA), culpou a cantora Fernanda Brum por parte dos problemas enfrentados pela produção, e que deixaram o público bastante decepcionado. 

Diversos artistas anunciados não se apresentaram, dentre eles a cantora gospel, que seria a atração principal. Após a repercussão negativa, a organização do Clama Bahia divulgou uma nota oficial, em que afirma que Fernanda Brum não se apresentou no evento, mesmo com todas as despesas pagas. 

Cantora gospel Fernanda Brum é acusada de descumprir contrato e diz que acionará justiça.
Cantora gospel Fernanda Brum é acusada de descumprir contrato e diz que acionará justiça.

“Fomos notificados inesperadamente acerca da desistência da artista Fernanda Brum por parte da sua produção. Vale destacar que a produção do Clama Bahia cumpriu com todas as exigências contratuais da artista, como pagamento integral do cachê e custas de logística da artista e sua banda, e a produção ainda assim, de última hora nos comunicou a sua desistência. Também é importante salientar que a artista já se apresentou em edições anteriores do evento e até então, nunca houve nenhum descumprimento da nossa parte.”, diz a nota oficial (leia a íntegra do texto ao final da matéria).

O texto diz ainda que a organização irá realizar, em breve, o estorno dos valores pagos a quem se sentiu prejudicado pelo evento gospel. 

Portal do Trono entrou em contato com a agência da cantora gospel Fernanda Brum, que negou as acusações. Foi informado que a organização do Clama Bahia não cumpriu com a quitação das despesas, como cachê, hospedagem e passagens aéreas. Além disso, a agência da cantora informou que ajudou o evento quando o mesmo mudou a data de realização, e que cooperou sempre que solicitada.

Não há confirmação de que Fernanda Brum irá se manifestar pessoalmente sobre o assunto, mas já estão sendo preparadas medidas judiciais contra a organização do evento gospel.

Leia abaixo a nota oficial do Clama Bahia, divulgada nas redes sociais do evento:

“Em virtude dos acontecimentos recentes, e sob orientação de nossa assessoria jurídica, viemos através deste pronunciamento oficial expor e esclarecer alguns pontos necessários para a compreensão de todos os envolvidos no evento, visando a transparência e seriedade do Clama Bahia para com o público em geral.

Por conta de problemas e impasses técnicos entre a produção do evento e a Arena Fonte Nova, fomos submetidos a mudança de local e data, pois a Prefeitura Municipal do Salvador indeferiu a nossa solicitação do Alvará para a execução do evento. Embora a situação tenha sido revertida através de liminar judicial, a execução do evento foi comprometida e não tivemos outra opção além de mudar a data e local para melhor atender a todos. Porém, essa mudança gerou uma série de dificuldades operacionais e de logística com os artistas já confirmados na grade, os levando a desistência de suas apresentações. É importante frisar que alguns artistas de fato vieram e se hospedaram na cidade em 22 de Setembro, porém, por conta dos transtornos, foram impedidos de se apresentar.

Mesmo diante de tantas dificuldades, decidimos manter o evento, sendo no dia 08 de Dezembro, no Parque de Exposições, por nosso compromisso com o público que comprou os ingressos e esperou ansiosamente para o nosso aclamando evento mesmo depois da sua mudança de data e local.

Porém, para nossa infeliz surpresa, fomos notificados inesperadamente acerca da desistência da artista Fernanda Brum por parte da sua produção. Vale destacar que a produção do Clama Bahia cumpriu com todas as exigências contratuais da artista, como pagamento integral do cachê e custas de logística da artista e sua banda, e a produção ainda assim, de última hora nos comunicou a sua desistência. 
Também é importante salientar que a artista já se apresentou em edições anteriores do evento e até então, nunca houve nenhum descumprimento da nossa parte.

O Clama Bahia tem o compromisso com a verdade e com o respeito para com o público, artistas e colaboradores que nos acompanham nesses 11 anos de história e, por isso, garantimos que muito em breve todos aqueles que compraram os ingressos e se sentiram lesados possam ser ressarcidos. Para que isso aconteça, estamos nos reunindo com nossa equipe técnica para disponibilizar o devido ressarcimento.

Desta forma, pedimos profundas e sinceras desculpas a todo o público que se sentiu insatisfeito com essa edição do Clama Bahia e aos artistas que não puderam se apresentar. Garantimos que TODOS os responsáveis pelos transtornos causados nessa edição, serão penalizados juridicamente. ATT, Assessoria Clama Bahia.”

Tadeu Ribeiro
[email protected]