Filho de apóstolo se suicida com faixa de jiu-jitsu e choca igreja em Manaus

Uma tragédia abalou as igrejas evangélicas de Manaus (AM). No último domingo de abril (28), César Oliveira, Cesinha, como era conhecido, filho primogênito do apóstolo Cézar Oliveira e da apóstola Meiriane Dantas De Oliveira Ceva, líderes da Comunidade Evangélica Visão Apostólica em Manaus, acabou se suicidando.

Pai e filho compartilhavam amor pelo esporte.
Pai e filho compartilhavam amor pelo esporte.

Foi o próprio pai que encontrou o corpo do filho, por volta das 7h da manhã, na residência da família em Manaus (AM). Cesinha utilizou uma faixa de jiu-jitsu pra tirar a própria vida.

Tanto Cesinha quanto o pai, apóstolo César Oliveira, eram amantes do jiu-jitsu, e frequentavam a mesma academia juntos. Eles também comemoravam as medalhas e vitórias um do outro no esporte.

A mãe do jovem publicou uma mensagem no último dia 30, falando sobre a falta que o filho já está fazendo na vida de toda sua família.

“Meu filho… O que dizer de alguém como você meu amor? Você foi o fruto do nosso amor, meu primogênito. Tão lindo, tão na sua… A mamãe amava ouvir “nossa ele é a tua cara”, isso me deixava tão feliz, filho.

Seu sorriso meu filho vai me fazer tanta falta, o seu carinho todo constrangido com a mãe, só Deus sabe o quanto dói. Mas saiba filho, que você sempre será o nosso orgulho pelo filho maravilhoso que fostes em nossa vida.

Creia que não importa o que digam, eu irei te reencontrar na Glória. Para sempre meu filho amado César Henrique. Meu Crush. Meu bebê.”

Mãe de César, nas redes sociais.

A família não informou se ele se tratava de algum transtorno ou depressão, e não deu maiores detalhes sobre o sepultamento que ocorreu no mês passado.

No Brasil existe o Centro de Valorização da Vida (CVV), que é uma das instituições que dão apoio emocional e trabalham para prevenir o suicídio, de todas as formas. Ele funciona 24h por dia, todos os dias da semana. Para pedir ajuda, basta ligar para o número 188 ou acessar o site do CVV.