Conecte-se conosco

Mundo Cristão

Flordelis: Filho é absolvido de acusação de homicídio do pastor Anderson

Publicado

em

Carlos Ubiraci Francisco da Silva, filho adotivo da ex-deputada federal Flordelis - Foto: TV Globo

O filho afetivo da cantora gospel e pastora Flordelis, Carlos Ubiraci, um dos acusados pela morte do pastor Anderson do Carmo, foi absolvido pelo Tribunal do Júri de Niterói nesta quarta-feira (13/04). A decisão veio após 21 horas de julgamento.

Carlos respondia por homicídio triplamente qualificado. Apesar da absolvição por homicídio, no entanto, foi condenado por associação criminosa.

Durante interrogatório no julgamento, Carlos negou envolvimento com o crime. Em seu depoimento nesta quarta afirmou que acredita que a mãe teve participação direta no assassinato.

Além de Carlos, outros três réus, Adriano dos Santos Rodrigues (filho biológico de Flordelis), Marcos Siqueira Costa (ex-policial militar) e Andrea Santos Maia (mulher de Marcos Siqueira) foram condenados por uso de documento falso duas vezes e por associação criminosa armada.

Esse documento falso foi uma carta forjada a fim de inocentar a pastora Flordelis. Marcos teria auxiliado a esposa na mensagem falsa em que Lucas teria revelado que Mizael, outro filho adotivo de Flordelis, teria oferecido a ele um emprego e um carro em troca de um “susto” em Anderson do Carmo.

Adriano foi condenado a quatro anos, seis meses e 20 dias de reclusão em regime inicialmente semiaberto. Andrea Santos Maia recebeu quatro anos, três meses e dez dias de reclusão em regime inicialmente semiaberto. Carlos Ubiraci foi condenado a dois anos, dois meses e 20 dias de reclusão em regime inicialmente semiaberto. E por fim, Marcos Siqueira recebeu cinco anos e 20 dias de reclusão em regime inicialmente fechado.

Ângelo Máximo, assistente de acusação e advogado de defesa da família de Anderson, vai recorrer.

O julgamento dos quatro dos nove acusados de envolvimento na morte do pastor Anderson do Carmo durou 21 horas. Pouco antes das 6h00, a suspeição oral da acusação foi finalizada. Os advogados de defesa começaram a falar em seguida. O Ministério Público tinha o direito à réplica, mas abriu a mão.

Devido ao número de acusados no processo, a juíza Nearis do Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, optou por dividir o julgamento em duas sessões. A próxima será no dia nove de maio.

Flordelis segue presa na penitenciária Talavera Bruce, no Complexo de Gericinó. Ela teve seu mandato parlamentar cassado no dia 11 de agosto, após o plenário da Câmara dos Deputados ter votado de forma favorável à perda do cargo. A pastora será julgada junto aos demais acusados, em nove de maio.

  • RECEBA NOTÍCIAS DO PORTAL DO TRONO DIRETAMENTE DO WHATSAPP!
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe um Comentário

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página