in

Clovis Pinho deixa a banda gospel Preto no Branco: ‘Coração em pedaços’

Publicidade

O cantor gospel Clovis Pinho anunciou nesta segunda-feira (11) que estava deixando a banda Preto no Branco para seguir carreira solo.

Clovis Pinho era vocalista da banda desde que ela surgiu, em 2015. É ele quem canta um dos maiores hits da música gospel dos últimos anos: “Ninguém explica Deus”.

“A gente segue seguindo. Meu amor e gratidão a todos, de renascer praise a preto no branco, de música brasileira ao hip hop, celebro a vitória de que no final, nós devemos uns aos outros apenas o amor”, diz ele, em publicação feita no Instagram da banda.

Clovis Pinho deixou ainda uma mensagem de agradecimento a todos do ministério, em especial ao produtor, Alex Passos.

PUBLICIDADE

“Obrigado ao preto no branco pela caminhada até aqui, sempre vou amar vcs. Alex, meu máximo respeito e Amor irmão, vc sabe. E a vcs amigos e apoiadores , meu muito obrigado por cantar junto”, finalizou.

O texto traz ainda uma retrospectiva da história do cantor gospel, que se diz estar com o coração partido por ter decidido deixar a banda.

“Meu coração está em pedaços. Faz um tempo que fragmentos do meu coração tem encontrado lugar no que já podemos chamar de discografia. Falo da nossa singela contribuição à música cristã, à musica brasileira, à arte como um todo. Sou muito feliz pela jornada e aprendizado adquirido em cada lugar por onde tenho passado até aqui. Em cada foto postada aqui, trago uma breve história da minha experiência, existe muito amor, carinho e entrega”, diz. Confira abaixo o relato na íntegra:

View this post on Instagram

Meu coração está em pedaços. Faz um tempo que fragmentos do meu coração tem encontrado lugar no que já podemos chamar de discografia. Falo da nossa singela contribuição á música cristã, a musica brasileira a arte como um todo. Sou muito feliz pela jornada e aprendizado adquirido em cada lugar por onde tenho passado até aqui. Me lembro de chegar em São Paulo com uma mochila e vários sonhos e ideias dentro dela. Não falo como quem chegou no topo, por que ainda falta muito caminho a ser trilhado. Mas em cada foto postada aqui, trago uma breve história da minha experiência, existe muito amor, carinho e entrega. Vários ciclos se passaram desde que comecei na música, e agora mais um se vai para que outro se inicie. A alegria satisfatória de ter escrito canções salvadoras de gente, salvadoras de mim mesmo, por que antes de serem tocadas numa rádio ou canal de streaming, passam antes por este coração baiano que aqui escreve. Deus me salvou das minhas loucuras interiores emanando música e poesia de dentro para fora de mim. Entre erros e acertos, ao longo da minha carreira de música e fé, sempre levo comigo o aprendizado maior, o da mensagem e seu mensageiro. O compromisso de entregar, informar e seguir. O culto é sobre mim e ele. Me descobri mensageiro, ainda quando minha querida avó saia a falar desse amor na nossa comunidade na ilha. Eu ia só pra assistir, acompanhar, mas não há quem mexa com a palavra que não seja mexido por ela. Nunca mais deixei de cantar esse amor, desde antes de começar a viver do que cantar. Escrevi tudo isso pra dizer que de A a Z, estamos tentando aprender mais sobre comunicar Deus para todas as pessoas, independente dos molds pré estabelecidos pelos homens. A gente segue seguindo. Meu amor e gratidão a todos, de renascer praise a preto no branco, de música brasileira ao hip hop, celebro a vitória de que no final, nós devemos uns aos outros apenas o amor. Obrigado ao preto no branco pela caminhada até aqui, sempre vou amar vcs. Alex, meu máximo respeito e Amor irmão, vc sabe. E a vcs amigos e apoiadores , meu muito obrigado por cantar junto. CLOVIS PINHO

A post shared by Preto no Branco (de 🏠) (@pretonobrancobanda) on

Publicidade

Idosa de 103 anos no AM se cura da Covid-19 e agradece a Deus: ‘Ele me curou’

MPF pede que YouTube remova vídeo de Valdemiro Santiago vendendo cura pra Covid-19