in

Flordelis depõe para explicar adoção ilegal de filha que pais procuravam

A cantora gospel e deputada Flordelis (PSD) deve ser ouvida nesta segunda-feira (20) na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente de Niterói, para explicar por que mantinha uma adolescente em sua casa por oito anos, como se fosse sua filha, depois que os pais biológicos da jovem, que hoje tem 17 anos, disseram à polícia que não haviam autorizado a guarda da menina para Flordelis.

Publicidade

Os pais disseram às autoridades também que sua filha desapareceu há 8 anos, depois que foi brincar na casa de uma conhecida de seu avô paterno.

A jovem foi levada para casa de Flordelis por André Luiz de Oliveira, que é filho adotivo da cantora gospel com o pastor Anderson do Carmo, que foi assassinado em junho de 2019.

Ao jornal Extra, Flordelis disse que entrou com um pedido em 2014 no Conselho Tutelar, para garantir os estudos da jovem, e que pensava que isso, por si só, já era uma espécie de adoção.

PUBLICIDADE

“Em 2014, dei entrada nos papéis no Conselho Tutelar para que ela pudesse estudar e achei que isso já se tratava do processo de guarda. Me confundi. Foram muitos processos de adoção naquela época”, disse.

Os pais biológicos da moça disseram à polícia que nunca deixaram de procurar pela filha, que, inclusive, já voltou a morar com eles.

Publicidade

Pastor agradece PMs do DF que salvaram seu bebê de 1 mês

Pastor Márcio Poncio defende sua fábrica de cigarros: ‘Porta de Deus’