Gospel Flordelis promoveu ‘esquema de fraude de provas’, diz MP

A cantora gospel Flordelis continua sendo investigada pela Polícia Civil do Rio de Janeiro e pelo Ministério Público Estadual, em decorrência do assassinato do ex-marido da parlamentar, pastor Anderson do Carmo.

Cantora gospel Flordelis.
Cantora gospel Flordelis.

Os investigadores encontraram indícios de que Flordelis tenha adulterado provas, num suposto “esquema de fraude de provas”, segundo o promotor do caso.

O jornal Extra afirmou que teve acesso a documentos anexados ao inquérito que investiga a morte do pastor Anderson do Carmo. Em um deles, Flordelis aparece conversando com a mulher de um policial militar que está preso, condenado por uma chacina ocorrida na Baixada Fluminense em 2005 e que lhe rendeu 480 anos de prisão.

Os policiais descobriram através de perícia nos celulares da cantora gospel Flordelis e de sua neta que foi realizado uma transferência no valor de 2 mil reais para Andreia Santos Maia, a mulher do criminoso.

Logo depois, Flordelis apareceu no Fantástico da TV Globo, apresentando uma carta de um dos seus filhos que está preso, réu confesso do assassinato, Lucas dos Santos, mudando a versão dos fatos, incriminando outro irmão – Vereador Misael – que rompeu com a cantora gospel Flordelis e acredita que ela foi a mentora do crime.

O criminoso, que é esposo de Andreia que recebeu os 2 mil de Flordelis, estava no mesmo complexo penitenciário que Lucas dos Santos, e por isso a polícia suspeita que a cantora gospel tenha transferido o dinheiro para que o PM preso pressionasse Lucas a fabricar a carta mudando a versão dos fatos.

Procurada, a assessoria da cantora gospel Flordelis confirmou a transferência de 2 mil reais para a esposa do criminoso, mas afirmou que o dinheiro se destinava à compra de “kits de roupas e outros utensílios, para seus filhos e outros presidiários. A intenção é dar condições a eles de uma vida com mais dignidade”.

A Polícia Civil e o MP do Rio de Janeiro continuam investigando a ligação de Flordelis com o criminoso, e os investigadores parecem estar mais próximos de obter algum resultado mais conclusivo em breve. Dois filhos da deputada, Lucas e Flávio dos Santos, continuam presos pelo assassinato.