in

Cantora gospel Flordelis foi a mandante da morte do marido, diz polícia

A cantora gospel e deputada federal Flordelis (PSD) foi a mandante do assassinato do pastor Anderson do Carmo, seu marido, executado com 30 tiros em 16 de junho de 2019, segundo inquérito da Polícia Civil em Niterói (RJ).

Publicidade

Além de Flordelis, outros 11 filhos do casal foram indiciados, sendo 7 presos, incluindo Lucas e Flávio dos Santos, que já estavam encarcerados por conta de outros crimes. A deputada evangélica só não foi presa porque tem imunidade parlamentar.

As investigações revelaram que a cantora gospel tentou matar o marido ouras 4 vezes anteriormente, utilizando até veneno na comida do pastor.

Flordelis queria matá-lo desde 2018, segundo a polícia e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), por questões financeiras. O pastor Anderson do Carmo controlava todo o dinheiro do Ministério Flordelis, hoje rebatizado de Comunidade Evangélica Cidade do Fogo.

A cantora gospel vai responder por 5 crimes: homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima), associação criminosa, falsidade ideológica e uso de documento falso. Pelo envenenamento, ela responderá por tentativa de homicídio.

O delegado Allan Duarte, da Delegacia de Homicídios de Niterói, afirmou que Flordelis construiu um “enredo” para chegar à Câmara e construir sua igreja.

PUBLICIDADE

“A investigação demostrou que toda aquela imagem altruísta e de decência era apenas um enredo para alcançar a posição financeira e política. Depois que ela alcançou esse objetivo principal de chegar à Câmara dos Deputados, ela colocou em prática esse plano criminoso intrafamiliar”, disse ele.

Ao perceber a chegada dos policiais em sua casa, nesta segunda-feira (24), Flordelis chorou, segundo o delegado Antônio Ricardo Lima Nunes, chefe do Departamento de Homicídios da Polícia Civil do Rio.

“Ela foi surpreendida com a nossa chegada. Chorou um pouco. Tem muita gente dentro da casa. O importante é que as prisões foram cumpridas e a investigação chegou ao fim hoje”, afirmou.

Desde que passou a ser investigada, Flordelis nega qualquer participação na morte do marido, e ainda não se pronunciou sobre o indiciamento de hoje (24), nem sobre a prisão dos filhos.

Publicidade

Bianca Toledo diz que ex-marido abusou outras crianças além de seu filho

Delegado: Flordelis planejou morte do marido após se eleger deputada