Conecte-se conosco

Gospel

Silas Malafaia defende Felippe Valadão e se irrita com acusações da Globo

Malafaia também defendeu a Igreja Presbiteriana Renovada em Aracaju acusada de homofobia por não ter batizado um homossexual em Sergipe

Publicado

em

Pastor Silas Malafaia, da ADVEC (à esquerda) e Felippe Valadão, da Lagoinha (à direita) - Foto: Reprodução/Instagram/YouTube

O pastor Silas Malafaia, presidente da ADVEC, publicou um vídeo no último sábado (21/05), em suas redes sociais, em defesa do pastor Felippe Valadão após o líder da Lagoinha ser acusado de intolerância religiosa. Malafaia também defendeu a Igreja Presbiteriana Renovada em Aracaju acusada de homofobia por não ter batizado um homossexual em Sergipe.

Felippe, em um intervalo do show em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio, na última quinta-feira (19/05), subiu ao palco e fez um discurso onde pregou que a Igreja estava de pé diante das oferendas supostamente feitas por fiéis da umbanda.

A fala do pastor da Igreja Batista da Lagoinha, porém, repercutiu negativamente e o pastor foi acusado de intolerância religiosa. Já a Igreja Presbiteriana Renovada em Aracaju foi acusada de homofobia após a igreja cancelar o batismo de um fotógrafo no dia da cerimônia. Na ocasião, pastores orientaram o jovem a esperar um pouco mais pelo fato de ele ser homossexual.

Após a acusação, a igreja se pronunciou por meio do pastor Jeter Andrade, que explicou que “todos são muito bem-vindos à Família Renovada, mas nós não abrimos mão dos princípios e valores da palavra de Deus”.

Diante das recentes acusações, Silas Malafaia afirmou que – no caso do pastor Jeter -, que o religioso está protegido pelo inciso VIII do artigo 5° da Constituição Federal, que estabelece que “ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política”.

“Se você quiser entrar em um partido político, em um clube ou em qualquer religião tem um estatuto. Se você não estiver de acordo com o que o estatuto diz, você não pode fazer parte, não pode ser membro. As igrejas evangélicas têm como base a palavra de Deus e nós não batizamos quem vive na prática da prostituição, do adultério e do homossexualismo”, disse o pastor da Assembleia de Deus.

No caso do Felippe Valadão, Silas Malafaia criticou a Rede Globo (primeira a denunciar o caso) por, segundo ele, fazer um jornalismo “bandido, parcial e que não quer saber da verdade” ao acusar Valadão de intolerância religiosa. Para Malafaia, o pastor da Lagoinha também está protegido pelo inciso VI do artigo 5° da Constituição.

“Religiões afros colocaram despachos na frente do palco, isso é intolerância religiosa. O que o Felippe Valadão fez foi uma reação da sua indignação. E eu perguntei a ele: ‘A Globo foi te entrevistar?’. Não, a Globo não entrevista nada, ela odeia os evangélicos e tem o jornalismo mais bandido desse país”, afirmou o pastor. Assista:

  • RECEBA NOTÍCIAS DO PORTAL DO TRONO DIRETAMENTE DO WHATSAPP!













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página