in

Hasbro admite erro em boneca imprópria para crianças após denúncias

A Hasbro, uma das maiores fabricantes de brinquedos do mundo, decidiu recolher um produto das prateleiras dos principais varejistas dos Estados Unidos, após receber queixas dos consumidores sobre um botão colocado de forma inadequada em uma boneca da linha “Trolls”.

Publicidade

Segundo uma petição endereçada às redes de varejo Amazon, Walmart e Target, para que o produto deixe de ser vendido em suas lojas, a Hasbro estaria promovendo o abuso infantil, colocando um botão no meio das pernas de uma boneca Poppy Trolls, especificamente a “DreamWorks Trolls World Tour Giggle and Sing Poppy”. 

Quando pressionado, o botão em questão faz com que a boneca diga coisas que parecem sons sensuais, como “ufa” e “oh”, além de sons de respiração ofegante e risadinhas.

A boneca é baseada no filme “Trolls”, lançado em 2016 que ganhou a sequência “Trolls World Tour” em março deste ano.

“Esse recurso foi projetado para reagir quando a boneca estava sentada, mas reconhecemos que a colocação do sensor pode ser considerada inadequada”, disse a porta-voz da Hasbro, Julie Duffy, em um comunicado à CNN.

PUBLICIDADE

“Isso não foi intencional e estamos felizes em fornecer aos consumidores uma boneca Poppy de valor semelhante por meio de nossa equipe de Atendimento ao Cliente. Estamos removendo o item para compra”, acrescentou Duffy.

Muitos que compraram o brinquedo enviaram vídeos do boneco troll fazendo os sons, expressando sua repulsa e alarme. A petição afirmou que a sociedade está precisando abrir os olhos para o que está sendo vendido para crianças.

“Esta boneca Trolls World Tour chamada “Poppy” tem um botão em sua área privada sob a saia. Quando você pressiona este botão na parte privada da boneca, ela suspira e ri. Isso não é bom para um brinquedo de criança! O que este brinquedo fará com que nossas crianças inocentes ​​pensem? Que é divertido quando alguém toca em sua área íntima?”, questionou a petição, assinada por 285 mil pessoas.

Publicidade

Juliana Paes fala de relação com a Umbanda e seus irmãos evangélicos

Papa Francisco nomeia 6 mulheres para órgão da Igreja que só tinha homem