Conecte-se conosco

Brasil e Mundo

Helicóptero desaparecido em São Paulo: PM confirma morte de todos os 4 ocupantes

Publicado

em

Helicóptero que desapareceu a caminho de Ilhabela (SP) é encontrado; não há sobreviventes - Divulgação/PM SP

A Polícia Militar de São Paulo anunciou oficialmente hoje que os quatro ocupantes do helicóptero desaparecido há 12 dias foram encontrados sem vida. A aeronave estava sumida desde o último dia 31 de dezembro, no litoral de São Paulo, e foi localizada na manhã desta sexta-feira (12) em Paraibuna, segundo informações da PM.

O Coronel Ronaldo Barreto de Oliveira, comandante da aviação da PM, relatou que o helicóptero foi localizado por volta das 9h15 da manhã. A investigação sobre o ocorrido passará agora para a Força Aérea Brasileira (FAB), através da Ceripa 4, e para a Polícia Civil.

O comandante destacou que a aeronave não possuía caixa preta ou qualquer tipo de rastreador para localização. No entanto, antenas na região captaram sinais de celulares dos passageiros, auxiliando nas buscas.

Helicóptero que desapareceu a caminho de Ilhabela (SP) é encontrado; não há sobreviventes – Divulgação/PM SP

“Em vez de fazer voos mais rápidos, para cobrir uma área maior, foi acertado que as equipes fariam voos em velocidade e altura menores”, explicou Paulo Sérgio Rios Mello, Diretor do DOPE. Ele apontou que a visibilidade prejudicou as buscas, somada à cor escura do helicóptero.

Os corpos serão encaminhados para o IML, enquanto a análise da situação para acessar o local de difícil acesso está em andamento por parte das autoridades policiais.

A operação de busca envolveu ações integradas da FAB, Polícia Militar e Polícia Civil, com o uso de aeronaves da Força Aérea, helicópteros da PM e Polícia Civil, além da participação do Exército durante dois dias.

Da esquerda para direita: o piloto, Cassiano Teodoro; a mãe, Luciana Rodzewics; a filha, Letícia Rodzewics; e o amigo das duas, Raphael Torres – Foto: Reprodução

Ao todo, foram 68 horas de voos da PM, com pelo menos 20 militares envolvidos no resgate, e 62 horas de voos da Polícia Civil.

O helicóptero modelo Robinson R44 decolou de São Paulo com destino a Ilhabela, no litoral norte, e o desaparecimento completou 12 dias nesta sexta-feira (12).

Os ocupantes eram o piloto, Cassiano Tete Teodoro, de 44 anos, Luciana Rodzewics, de 45 anos, a filha dela, Letícia Sakumoto, de 20 anos, e Raphael Torres, amigo da família que organizou o passeio.

Luciana Rodzewics e Letícia Sakumoto moravam na capital paulista, Zona Norte de SP, e eram autônomas. O último contato do helicóptero com a torre de controle foi às 15h10 de domingo, sobrevoando Caraguatatuba, antes do desaparecimento confirmado pela Força Área Brasileira (FAB) às 22h30.

🔔 SIGA O PORTAL DO TRONO NO WHATSAPP. CLIQUE AQUI PARA RECEBER NOTÍCIAS DIRETO NO SEU CELULAR!

+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página