Líder do Hillsong diz que está perdendo a fé em Jesus e abala gospel mundial

Considerado um dos maiores compositores gospel do mundo, Marty Sampson anunciou no Instagram que está “perdendo a fé” na religião cristã.

Marty Sampson é um dos maiores compositores gospel do mundo.
Marty Sampson é um dos maiores compositores gospel do mundo.

Ele já compôs músicas gospel de adoração para o Hillsong, Delirious? e Young & Free, e é visto como um dos maiores artistas do gênero.

Na publicação, que já foi retirada do ar, ele começa afirmando que está perdendo a crença espiritual que possuía.

“Estou genuinamente perdendo minha fé e isso não me incomoda. Tipo, o que me incomoda agora não é nada. Estou tão feliz agora, tão em paz com o mundo. É loucura”, afirmou.

O compositor gospel elencou algumas razões para estar “frio” na fé, e disse que o cristianismo é uma faca de dois gumes.

“Este é um momento delicado, então aqui vou eu… Quantos pregadores caem? Muitos”, disse, introduzindo um raciocínio. “Ninguém fala sobre isso. Quantos milagres acontecem. Não muitos. Ninguém fala sobre isso. Por que a Bíblia é cheia de contradições? Ninguém fala sobre isso. Como Deus pode ser amor ainda enviar quatro bilhões de pessoas para um lugar, tudo porque eles não creem? Ninguém fala sobre isso. Os cristãos podem ser as pessoas mais preconceituosas do planeta – eles também podem ser algumas das pessoas mais bonitas e amorosas. Mas [ser cristão] não é para mim”, afirmou.

O desabafo, que foi acompanhado de uma imagem de Sansão derrubando as colunas do templo, rendeu muitas críticas negativas ao compositor gospel, que disse não se importar muito com as opiniões de terceiros.

“Não o tipo de verdade ‘eu apenas acredito’. A ciência continua perfurando a verdade de todas as religiões. Muitas coisas ajudam as pessoas a mudar suas vidas, não apenas uma versão de Deus. Tenho muito mais a dizer, mas para mim, eu a mantenho real. Deixe de me seguir se você quiser, eu nunca pensei em viver minha vida para os outros”, destacou.

Ele finalizou o texto afirmando que, independentemente da religião que seja seguida, é indispensável que as pessoas sejam boas umas com as outras.

O cristianismo “parece-me outra religião neste momento”, disse Sampson. “Eu poderia continuar, mas não vou. Amar e perdoar absolutamente. Seja gentil, absolutamente. Seja generoso e faça o bem aos outros absolutamente. Algumas coisas são boas, não importa em que você acredite. Deixe a chuva cair, o sol nascerá amanhã”, acrescentou.