Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Homem que invadiu igreja no Ceará pede perdão a Deus: “Errei e pagarei pelo erro”

Publicado

em

Ronaldo Carlos Lopes invadiu a Igreja Assembleia de Deus Templo Central de Tauá, na última terça-feira (22/02), e quebrou diversos objetos da instituição - Foto: Reprodução

O homem que invadiu uma igreja evangélica no interior do Ceará e causou danos materiais no local se pronunciou nas redes sociais sobre o caso. Arrependido, pediu desculpas à igreja, a Deus e a quem se sentiu ofendido pela invasão.

Ronaldo Carlos Lopes invadiu a Igreja Assembleia de Deus Templo Central de Tauá, a 337 km de Fortaleza, na última terça-feira (22/02), e quebrou diversos objetos da instituição, como equipamentos eletrônicos, jarros e suporte de vidros. O prejuízo, segundo o pastor, foi de cerca de R$ 15 mil.

Apontado como militante do Partido dos Trabalhadores (PT) e apoiador ferrenho do ex-presidente Lula, Ronaldo foi alvo de críticas de políticos da direita, conservadores e cristãos. Ele chegou a ser levado para uma delegacia, mas liberado logo em seguida após assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) para auxiliar no trabalho policial. Segundo a PM , o homem tem sinais aparentes de transtorno mental.

Em um vídeo publicado por ele nas redes sociais, Ronaldo disse que se desentendeu com sua família na terça, dia da invasão, e por essa razão, decidiu apelar para a agressão vindo a invadir a igreja e quebrando tudo que viu pela frente, até ser contido por fiéis da igreja.

Após a invasão, Ronaldo afirmou que desde terça-feira ele e sua família têm sofrido ofensas por parte de seguidores. Arrependido, o homem disse que errou e que vai pagar pelo seu erro.

O homem disse que precisou parar de fazer um tratamento psiquiátrico, e isso tem piorado seu estado emocional. Segundo ele, pensou em suicídio nesta semana devido aos problemas familiares e de saúde que vem sofrendo. Mas, reconheceu que não podia ter invadido uma instituição religiosa. Ele pediu perdão a todos e a Deus.

“Meu erro foi gravíssimo. Que Deus me perdoe porque eu duvidei de Deus e paguei caro. Não posso falar nomes, porque desde quando parei meu tratamento psiquiátrico que venho com ofensas contra qualquer um que tente me encarar. Meu castigo foi descobrir hoje que estou com diabete. Meu Senhor e meu Deus eu peço perdão”, disse ele. Assista abaixo:













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página