Conecte-se conosco

Mundo Cristão

Homem que matou mãe de Delino Marçal teria ofendido pastora antes de matá-la: “Sai pra lá crente de Satanás”

Publicado

em

A morte trágica da mãe do cantor gospel Delino Marçal, a pastora Odete Rosalina Machado da Costa, de 79 anos, ainda gera repercussão na internet. Odete foi brutalmente atacada por um homem dentro de uma igreja evangélica em Goiânia (GO) na última semana.

Odete, que foi enterrada no último sábado (15/01), tinha 79 anos e foi agredida até morrer dentro da Assembleia de Deus Ministério Primogênito, na capital goiana, na manhã de sexta (14/01). O autor do crime foi preso pela Polícia naquela manhã.

A pastora estava com um membro da igreja, um borracheiro de 44 anos, em uma reunião de oração às 5h00 de sexta. A igreja estava trancada e só os dois estavam ali dentro. Cerca de 10 minutos depois, eles foram surpreendidos por gritos.

Segundo o boletim de ocorrência, um homem totalmente pelado e aparentemente transtornado gritava do lado de fora pelo nome de “José”. O criminoso identificado como Matheus Macaúbas, de 22 anos, era dependente químico, segundo a polícia.

Segundo o borracheiro, ele avisou que não tinha nenhum José na igreja. Mas, mesmo assim, o homem decidiu invadir a igreja. Ele deu um murro no portão, pulou o muro, quebrou uma grade e a porta de vidro. Já dentro do templo, ele ameaçou de morte a pastora e o borracheiro, enquanto segurava uma barra de ferro na mão, que retirou de uma porta quebrada.

Neste momento, a pastora e o membro começaram a orar em voz alta para afastar o homem. Matheus estava sem roupa, transtornado e violento.

Em resposta, Matheus teria falado: “Sai pra lá crente do Satanás”, segundo um depoimento. Ao mesmo tempo, o invasor tentou golpear o borracheiro. A barra de ferro passou de raspão no rosto dele. Depois disso, começou uma correria.

O criminoso tentava acertar as vítimas com golpes e o fiel da igreja tentava se defender usando como escudo as cadeiras de plástico do templo. Segundo a polícia, os golpes quebraram todas as cadeiras.

Diante da agressividade do homem, Odete e o borracheiro correram para fora da igreja. Mas, a pastora acabou sendo alcançada pelo homem. Ela caiu após ter recebido ao menos três golpes na cabeça, de acordo com o delegado André Veloso, da Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH).

O borracheiro conseguiu fugir e chamou familiares de Odete que moravam próximo da igreja. Quando o socorro chegou, ela já estava caída na calçada em frente ao templo, com a cabeça machucada e muito sangue. A pastora ainda respirava e tentou falar algo, mas morreu ali mesmo, no colo de uma das filhas.

Em conversa com a polícia, o borracheiro disse que precisou correr para pedir ajuda e salvar sua vida, pois não tinha condições de lutar contra o invasor, que tinha maior porte físico. Segundo o portal Metrópoles, um policial militar que chegou ao local mais tarde descreveu Matheus como um homem com uma “força bastante descomunal”.

Segundo a família de Matheus, ele morava a cerca de 7 km da igreja. Há dois meses, eles descobriram que ele estava usando crack e ele teve um aparente surto. Ele saiu correndo de sua residência apenas de cueca e foi encontrado por volta de 20 km de distância. Depois disso, ele chegou a ficar um mês internado em uma clínica psiquiátrica.

A situação parecia ter se normalizado, até que o jovem de 22 anos passou o dia fora de casa na quinta-feira (13/1). Parentes acreditam que ele estava se drogando. Ele voltou tarde para casa e dormiu, mas acordou novamente na madrugada de sexta, às 2h00, tendo um novo surto.

O corpo de Odete Rosalina Machado da Costa foi velado na sexta-feira na Igreja Assembleia de Deus, no Residencial Rio Verde, em Goiânia. A religiosa foi enterrada às 10h00 de sábado, no Cemitério Jardim das Palmeiras.

O cantor gospel Delino Marçal, que pertence ao cast da MK Music, se pronunciou ainda na sexta-feira. Delino, que é considerado uns dos grandes cantores do Brasil, e que já ganhou um Grammy Latino Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa, afirmou que a morte da mãe está “doendo muito”, mas destacou que o céu está celebrando a chegada da pastora.













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página