Ibope: Haddad dispara entre evangélicos e católicos, Bolsonaro mantém

Fernando Haddad, do PT, e Jair Bolsonaro, do PSL.
Fernando Haddad, do PT, e Jair Bolsonaro, do PSL.

A pesquisa IBOPE divulgada na última terça-feira (18), encomendada pela TV Globo e pelo jornal Estadão, indicam que o candidato do PT à presidência, Fernando Haddad, disparou na preferência dos eleitores católicos, evangélicos e das demais religiões. Já o candidato Bolsonaro, do PSL, se manteve estável, e está em primeiro lugar nos cenários, embora apareça tecnicamente empatado, dentro da margem de erro, que é de 2 pontos para mais ou para menos, com Haddad. Confira os números:

Evangélicos
Entre os eleitores que se declaram evangélicos, Bolsonaro (PSL) está em primeiro lugar, passando de 33% para 36%, seguido por Fernando Haddad (PT), que mais que dobrou seus números, passando de 6% para 15%, se isolando em 2º lugar na disputa. Ciro Gomes (PDT) também subiu, indo de 7% para 9%. Alckmin (PSDB) e Marina Silva (Rede) oscilaram para baixo e estão empatados, já que os dois saíram de 10% na pesquisa anterior para 7% nessa nova pesquisa. Os outros candidatos juntos tiveram 8%. Brancos e nulos somaram 11%, e indecisos 7%.

Católicos
Entre os eleitores que se declaram católicos, Bolsonaro também está em primeiro lugar, mas empatado, no limite da margem de erro, com Fernando Haddad do PT. O capitão da reserva passou de 24% para 25% das intenções de voto, enquanto Haddad deu um salto expressivo, passando de 9% para 21% das intenções, ficando os dois, então, em cenário de empate técnico. Ciro Gomes aparece em terceiro, indo de 12% para 13%. Alckmin e Marina Silva tiveram queda, pontuando 8% e 5%, respectivamente. Os demais candidatos somaram juntos 7%. Brancos e nulos marcaram 14%, enquanto 7% disseram estar indecisos.

Demais religiões
Entre os demais religiosos (espíritas, candomblecistas, muçulmanos, judeus etc), Bolsonaro se manteve estável, com os mesmos 25% da pesquisa anterior, em primeiro lugar. Enquanto isso, Haddad também dobrou as intenções de voto nesse segmento, indo de 8% para 16%. Ciro Gomes oscilou para baixo, indo de 10% para 9%, mantendo o 3º lugar. Alckmin e Marina também caíram, indo de 8% para 7% e de 9% para 6%, respectivamente. Os demais candidatos somaram juntos 8% das intenções de voto. Brancos e nulos foram 20%, enquanto que 8% está indeciso.

Brasil inteiro
Na média geral, considerando todas as religiões, rendas, cor, sexo e demais atributos, a pesquisa do IBOPE trouxe Jair Bolsonaro (PSL) em primeiro lugar, com 28% das intenções de voto, seguido de Fernando Haddad (PT) com 19%, e Ciro Gomes (PDT) que marcou 11%. Geraldo Alckmin (PSDB) obteve 7%, enquanto que Marina Silva (Rede) ficou com 6%. Os outros candidatos juntos somam 7%, brancos e nulos foi 14% e 7% disseram não saber em quem votar ainda.

A pesquisa IBOPE ouviu 2.506 eleitores, em 177 cidades de todas as regiões do Brasil, entre os dias 16 e 18 de setembro, e está registrada no TSE sob o n. BR-09678/2018. (Veja os números da pesquisa da semana passada).

Tadeu Ribeiro
[email protected]