in

Igreja Adventista revisará material machista para noivos e se defende

A Igreja Adventista do Sétimo Dia procurou o Portal do Trono para esclarecer sobre o material utilizado em um curso para jovens noivos da denominação, que foi acusado de promover o machismo.

Publicidade

A denúncia foi feita pela corretora de seguros Jéssica Arruda, de 28 anos, em suas redes sociais. Ela congrega na denominação há vários anos.

“Eu sei que a igreja faz cursos como esses tentando alertar o casal para coisas que vão viver no futuro, mas, apesar da intenção, alguns conselhos estão mais próximos da violência, do abuso e de sobrecarregar o parceiro ou parceira”, disse ela sobre o conteúdo.

PUBLICIDADE

Através de nota oficial, a Igreja Adventista afirmou que irá rever os trechos do material considerados machistas, e que tem uma visão harmoniosa do casamento, livre de qualquer tipo de abuso. Ressaltou ainda que possui um projeto social voltado à ajudar vítimas de violência cometida contra mulheres e outros grupos vulneráveis. Confira a posição da igreja:

“A Igreja Adventista do Sétimo Dia está reavaliando a redação de partes de um dos seus guias para noivos. E está sempre aberta a considerações sobre os materiais que produz.

No entanto, é importante salientar que, por se tratar de um manual completo, qualquer referência a trechos isolados pode gerar interpretações equivocadas.

A denominação ensina que o casamento deve ser um relacionamento harmonioso, igualitário e de respeito mútuo. Incentiva o diálogo permanente do casal e o compartilhamento de responsabilidades dentro da relação matrimonial.

Ressalta, ainda, que não promove ou jamais promoveu conteúdo que sugere relacionamento abusivo dentro do casamento. Isso feriria as crenças bíblicas e princípios básicos da dignidade humana, defendidos pela organização adventista em todo o mundo.

Há mais de uma década, a Igreja Adventista mantém um projeto chamado Quebrando o Silêncio (www.quebrandoosilencio.org), que combate a violência praticada contra mulheres, crianças e idosos, destacando seu compromisso de proteger e cuidar da vida.”

Assessoria de Imprensa da Igreja Adventista do Sétimo Dia.
Publicidade

Pastor ministro da educação recebe alta após pegar Covid-19

Governo quer que presos trabalhem para pagar suas despesas no cárcere