in

Igreja Deus é Amor suspende pastor que agrediu esposa ao vivo

A Igreja Pentecostal Deus é Amor se pronunciou oficialmente sobre o episódio envolvendo um de seus pastores no estado de São Paulo, que agrediu a esposa verbalmente sem saber que estava ao vivo na internet.

Publicidade

O pastor-presidente do conselho executivo da denominação, Roberto Marena, destacou que a violência doméstica contra a mulher, além de ser pecado, é um crime que deve ser exemplarmente punido.

“Qualquer tipo de violência, principalmente no âmbito doméstico, é totalmente contrária aos princípios cristãos e aos ensinamentos apregoados na Bíblia Sagrada, nossa base de fé. Devemos nos lembrar que violência doméstica não é apenas pecado, é também um crime! Como cristãos devemos combater atitudes como essa de forma muito enérgica”, disse.

A Igreja Deus é Amor afirmou ainda na nota que o pastor envolvido na agressão, que se chama Edson Araújo, foi afastado de suas funções pastorais na denominação, e que medidas judiciais estão sendo analisadas para serem adotadas.

PUBLICIDADE

A Deus é Amor contou também que está em contato com a vítima, a esposa do pastor, para prestar toda assistência necessária.

No domingo (20), o pastor já havia pedido desculpas publicamente em suas redes sociais, e afirmou que perdeu o controle após derrubar um celular que estava dando problemas na transmissão do culto.

Publicidade

Flordelis não comparece para instalar sua tornozeleira eletrônica

Flordelis chora bastante em depoimento que pode cassar seu mandato