in

Justiça bloqueia bens da Igreja Mundial, do apóstolo Valdemiro Santiago

Bens da Igreja Mundial do Poder de Deus (IMPD), fundada pelo apóstolo Valdemiro Santiago, foram bloqueados pela justiça de São Paulo, no aporte de R$ 246,6 mil.

Publicidade

A decisão foi assinada pela juíza Valéria Longobardi, e foi publicada na quinta-feira (27). O valor servirá para o pagamento de aluguéis atrasados dos templos da Igreja Mundial.

Segundo os autos, os aluguéis atrasados são de 2018 e 2019, mas a igreja de Valdemiro Santiago sustentou em sua defesa que não os pagou por conta da pandemia do novo Coronavírus.

“As pessoas estão impossibilitadas de participar dos cultos. A arrecadação da igreja caiu bastante e estamos tendo dificuldade para o pagamento de aluguéis, algumas igrejas estão até fechando”, diz a defesa.

Mas como esse não foi o entendimento da juíza, os valores foram bloqueados para ressarcir os possíveis credores dos aluguéis.

PUBLICIDADE

Recentemente, Valdemiro Santiago foi alvo de uma ação civil pública, ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF), por causa de falsas promessas de cura da Covid-19, realizadas pelo religioso.

Valdemiro Santiago, segundo o MPF, divulgou vídeos nas redes sociais e em seus programas de TV, nos quais afirma que, ao plantar “feijões mágicos”, as pessoas seriam curadas da doença causada pelo coronavírus.

Os grãos “milagrosos” estavam sendo vendidos pelo pastor evangélico, segundo a ação civil, por valores que variaram de R$ 100 a R$ 1 mil, e por conta disso o MPF pede R$ 300 mil de indenização pelas práticas abusivas de Santiago.

Publicidade

Pastor Everaldo é preso por desvios na saúde do Rio em meio à pandemia

Damares Alves diz que Flordelis a enganou com crime: “Estou indignada”