Jovem sobrevive à incêndio no CT do Flamengo: ‘Agradeço a Deus escapar da morte’

Felipe Cardoso, atleta da base do Flamengo, com 15 anos de idade, publicou em seu perfil redes sociais que estava no quarto em que o incêndio que atingiu o CT do Flamengo aconteceu, na madrugada dessa sexta-feira (08).

O atleta disse que estava muito grato a Deus por ter escapado ileso da tragédia: “Só tenho que agradecer a Deus por conseguir acordar e escapar da morte”. Logo após publicar, ele acabou apagando as publicações.

Felipinho, como o jovem é conhecido no clube, foi anunciado pelo Flamengo no último dia 4, para integrar a base do sub-17 do time, após passar pelo Santos. Ele é meio-campista, e também atuou nas equipes de formação da Vila Belmiro, desde criancinha, no sub-11.

O incêndio que atingiu o CT do Flamengo vitimou dez pessoas, que acabaram morrendo na tragédia, além de outras três, que ficaram feridas. O Centro de Treinameto do Flamengo fica localizado no Ninho do Urubu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Outro atleta da base disse ao portal UOL que conseguiu escapar do incêndio por conta do cancelamento do treino do sub-16: “Amigos meus morreram. Conhecia a maioria deles. Hoje não teve treino, então estou em casa. Acordei com várias ligações perguntando se eu estava bem. Olhei na minha televisão e vi”, disse Felipe Rocha, de 16 anos de idade, e que também é conhecido como Felipinho.

Como o treino do sub-16 havia sido cancelado, no alojamento onde ocorreu o incêndio só estavam atletas de outros estados, que não possuem condições de morar em lugar próprio no Rio de Janeiro, e por isso residiam no CT.

Segundo informações das autoridades, há dez mortos e três feridos. O Flamengo ainda não se pronunciou.

Os três feridos na tragédia, que estão internados em estado grave, são todos menores de 18 anos. São eles: Cauan Emanuel Gomes Nunes, 14 anos; Francisco Dyogo Bento Alves, 15; e Jonathan Cruz Ventura, 16.