Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Justiça manda recolher parte dos dízimos dos cultos da Mundial para pagar aluguéis

Publicado

em

O apóstolo Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial - Foto: Igreja Mundial

Uma juíza de São Paulo ordenou a penhora de 25% do faturamento da Igreja Mundial do Poder de Deus, do apóstolo Valdemiro Santiago. A decisão veio após um proprietário de um imóvel cobrar na Justiça uma dívida com aluguéis.

Segundo o jornalista Rogério Gentile, do portal Uol, a decisão foi tomada pela juíza Ana Cláudia Guimarães e Souza em um processo no qual o proprietário de um imóvel cobra uma dívida de cerca de R$ 117 mil em aluguéis da igreja.

Na decisão, a magistrada determinou que a penhora seja realizada durante os cultos da Mundial, após o recolhimento dos dízimos. Para isso, um administrador judicial foi nomeado para garantir o cumprimento da medida até que o valor da dívida seja alcançado.

O profissional terá, segundo a decisão, poderes também para fiscalizar a movimentação financeira diária da Igreja Mundial, que não nega a dívida do imóvel, um templo localizado na zona norte de São Paulo.

Em 2019, chegou a assinar um acordo judicial para o pagamento, mas não o cumpriu, segundo o jornalista.

Após a ordem da penhora, a Igreja anexou ao processo, após a ordem de penhora, afirmando que a medida cria sérios problemas para o seu funcionamento, “o que pode contribuir imensamente para o agravamento de sua crise financeira, estimulando sua insolvência perante os demais credores”.

Segundo a defesa apresentada pela igreja, a penhora pode, inclusive, “inviabilizar a sua atividade filantrópica” e afetar a sua “sobrevivência”. Mas, a juíza não concordou com a argumentação e manteve a ordem de penhora, no entanto a igreja, que diz possuir cerca de 6 mil templos, ainda pode apresentar novo recurso.

  • RECEBA NOTÍCIAS DO PORTAL DO TRONO DIRETAMENTE DO WHATSAPP!













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página