Conecte-se conosco

Mundo Cristão

Lagoinha São Paulo muda de nome e fiéis aprovam nova identidade

Publicado

em

Igreja Batista da Lagoinha São Paulo, e agora Igreja Pura Fé - Foto: Reprodução/Redes Sociais

Membros e visitantes da Lagoinha São Paulo foram pegos de surpresa após a liderança mudar o nome. Liderada por Bruno Brito e Vanessa Batista a igreja agora possui uma nova identidade: Igreja Pura Fé.

O anúncio da mudança aconteceu durante o culto no último domingo (06/03). “Somos a mesma igreja, com a mesma história e uma nova identidade”, diz a igreja.

Logo após o anúncio, a liderança tratou de mudar os nomes das suas mídias sociais para a nova marca. Mesmo após o anúncio, muitos fiéis ficaram surpresos com a mudança. Muitos fizeram questão de comentar nos posts da nova igreja para saber detalhes da mudança, e o porquê da modificação.

A mudança foi explicada nos dois cultos do dia 6, e segundo o pastor Bruno, a igreja continua a mesma igreja e com os mesmos pastores. O motivo que levou a liderança a tomar essa decisão é desconhecida. No entanto, há muitos comentários na web de que os líderes da Lagoinha e da Pura Fé não tinham a mesma visão.

A nova identidade despertou alegria nos membros da igreja. Muitos celebraram a mudança. “Glória a Deus por esse novo tempo! Obrigado pastor Bruno por nos 2 cultos explicar as mudanças. Deus abençoe vocês por tanta transparência e excelência! Continuamos ser os mesmos”, escreveu uma seguidora.

Recentemente o pastor André Valadão, da Lagoinha Orlando Church, e um dos líderes da igreja ao lado do pai, o pastor Márcio Valadão, havia confirmado que os pastores Bruno e Vanessa tinham outra visão que a liderança da atual Lagoinha.

“É outra Igreja. O Bruno, a Vanessa e os pastores ali são muitos queridos, amamos muito eles, mas eles não estão na visão da Lagoinha não. Eles estão caminhando na visão deles”, declarou Valadão.

Segundo o site O Fuxico Gospel, uma das razões da mudança seria o envolvimento de André Valadão com a política. André tem feito publicações defendendo o governo Bolsonaro. Segundo o portal, “Bruno é do tipo que acredita que a igreja não pode pender nem para a direita e nem para a esquerda, e isso teria gerado um problema interno que só cresceu”.













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página