Conecte-se conosco

Mundo Cristão

Líderes cristãos lamentam morte do saxofonista André Paganelli

Publicado

em

Repercute nas redes sociais a morte trágica do saxofonista cristão André Paganelli. Ele morreu na última quarta-feira (19/01), após perder a luta contra a depressão.

André, que tinha 49 anos, sofria de depressão severa e teria cometido suicídio. Ele era considerado uns dos maiores saxofonistas do meio gospel, e inclusive, foi um dos membros votantes do Grammy Latino, da Ordem dos Músicos do Brasil e da Associação Brasileira de Regentes Arranjadores e Músicos.

A notícia da morte do músico chocou a comunidade cristã. Muitos amigos lamentaram a morte fatal de André Paganelli. Diversos líderes evangélicos deixaram mensagens de luto e agradecimentos ao saxofonista que fez história na música.

HOMENAGENS

André foi autor do livro “Verdadeiros Adoradores”, dedicado a pastores, líderes, músicos e adoradores em geral. Além de saxofonista, Paganelli foi pastor da Igreja Batista e bacharel em Teologia formado pelo Seminário Bíblico Palavra da Vida (Atibaia, SP) e mestrando Teologia com ênfase em Escatologia pela Cohen University & Theological Seminary (Los Angeles, CA, EUA).

Grandes nomes da música gospel e pregadores brasileiros fizeram homenagens à André nas redes sociais. Muitos deles deixaram um comentário na última postagem do saxofonista. Confira algumas homenagens abaixo, e mensagens de luto.

“Não estou acreditando 😭 Que o Espírito Santo console toda sua família 🙏🏼😭”, disse o cantor gospel Regis Danese.

“Meus sentimentos a família😢 coração impactado orando por consolo”, escreveu a pastora Bianca Toledo.

“Precioso. Talentoso. Cremos que está agora nos braços do Pai”, disse o cantor gospel e pastor André Valadão.

“Acabei de comentar com a minha esposa que ficam as boas lembranças, e são muitas! Sujeito alegre, esperançoso — acreditava mesmo em dias melhores — empreendedor e talentosíssimo, ímpar em sua especialidade”, disse o pastor Magno Paganelli.

“Estou muito triste! #andrepaganelli. Depressão é uma doença silenciosa, e como não existem sinais externos na maioria das vezes ninguém vê, e quando vê prefere “não interferir “ na intimidade das pessoas! Eu já estive no fundo desse poço!”, disse a cantora gospel Soraya Moraes.













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página