Conecte-se conosco

Mundo Cristão

Lista Mundial da Perseguição 2023: Cuba foi quem mais subiu posições

Publicado

em

O ranking, divulgado pela Portas Abertas, traz 50 países em que é mais difícil ser um seguidor de Jesus Cristo - Foto: Divulgação

A Portas Abertas, organização que apoia cristãos perseguidos no mundo, divulgou a Lista Mundial da Perseguição em 2023. O ranking traz 50 países em que é mais difícil ser um seguidor de Jesus Cristo.

De acordo com a Portas Abertas, no total, 25 países subiram de posição, 21 caíram, dois se mantiveram na mesma posição e dois passaram da Lista de Países em Observação para o Top50, com relação à lista de 2022.

Entre os países que mais subiram, os destaques são Cuba, Burkina Faso, Moçambique, Colômbia, Mali, República Centro-Africana e Malásia. Cuba foi quem mais subiu posições, 10 no total, passando de 37º para 27º. Isso se deu por conta do aumento da pressão e violência, já que a ditadura no governo intensificou suas táticas repressivas contra todos os líderes cristãos e ativistas que se opõem aos princípios comunistas.

Em seguida estão Burkina Faso e Moçambique, que subiram nove posições cada. Burkina Faso foi do 32º lugar para o 23º e Moçambique, do 41º para o 32º. Já Colômbia subiu oito posições, passando da 30ª para a 22ª colocação, enquanto Mali, República Centro-Africana e Malásia, subiram oito posições. Mali saiu de 24º para 17º, República Centro-Africana de 31º para 24º e Malásia de 50º para 43º.

Ainda segundo a organização, entre os que mais caíram de colocação, estão Catar, Egito, Omã, Jordânia e Afeganistão. O país que foi sede da última edição da Copa do Mundo, o Catar, passou da 18ª para a 34ª posição.

“Essa queda significativa foi porque não houve o fechamento de nenhuma igreja no período de pesquisa, apesar de diversas igrejas domésticas que foram fechadas no período anterior não terem sido reabertas. Apesar disso, a pressão aos cristãos, principalmente convertidos do islamismo, permanece extremamente alta”, disse a Portas Abertas.

Publicidade

O Egito também teve uma grande alteração de colocação, descendo 15 posições, saindo do 20º para o 35º lugar. Isso se deu principalmente devido à queda na pontuação da violência. Mesmo assim, ao menos cinco cristãos foram mortos e mais de 20 atacados, entre outros incidentes. Omã caiu 11 posições, passando de 36º para 47º, a Jordânia caiu dez posições, saindo do 39º para o 49º lugar, e o Afeganistão deixou a 1ª para a 9ª posição, caindo oito lugares. Amanhã você pode conferir uma notícia sobre o porquê dessa mudança no Afeganistão.

Dois países se mantiveram na mesma posição, o Uzbequistão em 21º lugar e Brunei em 46º. Outros dois deixaram a Lista de Países em Observação e ficaram entre os primeiros 50 lugares, ambos subindo 11 colocações – Comores passou de 53º para 42º e a Nicarágua de 61º para 50º.

Desde 1993, a Portas Abertas publica a pesquisa que mede a perseguição aos seguidores de Jesus. Mas a situação da Igreja Perseguida está sendo investigada desde a década de 1970.

Publicidade

Veja abaixo os 10 primeiros da Lista Mundial da Perseguição 2023:

1 – Coreia do Norte – Ásia – Subiu uma posição
2 – Somália – África – Subiu uma posição
3 – Iêmen – Ásia – Subiu duas posições
4 – Eritreia – África – Subiu duas posições
5 – Líbia – África – Caiu uma posição
6 – Nigéria – África – Subiu uma posição
7 – Paquistão – Ásia – Subiu uma posição
8 – Irã – Oriente Médio – Subiu uma posição
9 – Afeganistão – Ásia – Caiu oito posições
10 – Sudão – África – Subiu posições

A lista completa você confere neste link: Lista Mundial da Perseguição 2022!

Publicidade

+ Acessadas da Semana