in

Mara Maravilha: “É um dever de todos combater a homofobia”

A apresentadora Mara Maravilha publicou um manifesto de apoio à causa LGBT+ em suas redes nesse domingo (28), quando se comemorou o Dia Internacional do Orgulho LGBT+.

Publicidade

“Que fique claro, não a violência! Então eu apoio essa lei! Apoie também, respeitar e amar ao próximo como a si mesmo! Eu repudio veementemente a homofobia e quaisquer práticas discriminatórias!”, afirmou.

Evangélica, Mara Maravilha destacou a lei 10.948/2001, do estado de São Paulo, que foi assinada pelo então governador Geraldo Alckmin (PSDB), e que prevê penalidades para quem cometer atos discriminatórios contra pessoas LGBTs.

PUBLICIDADE

“A Lei Estadual 10.948/2001 é pioneira no Estado de São Paulo, que é um Estado diverso, plural e livre, e veio para selar um compromisso nacional e internacional de combate ao preconceito contra a população homossexual, bissexual ou transgênero. É um dever de todos combater o preconceito, é um dever de todos combater a homofobia!”, concluiu.

Os seguidores se dividiram entre os que apoiaram a conduta e posicionamento de Mara Maravilha e os que afirmaram que ela estava indo contra o que a igreja acredita sobre a homoafetividade e identidade de gênero, por exemplo. A publicação foi mantida pela apresentadora, no entanto. Confira:

Publicidade

Ana Paula Valadão reflete sobre 2020: ‘Tempo para romper nossos limites’

Pastor que não acreditava na Covid-19 morre após contraí-la na Paraíba