Conecte-se conosco

Gospel

Marco Feliciano rebate Kleber Lucas e chama cantor de “pregoeiro da loucura comunista”

Publicado

em

Marco Feliciano envia recado para Kleber Lucas - Foto: Reprodução/Redes Sociais

O pastor evangélico e deputado federal por São Paulo Marco Feliciano usou as redes sociais para rebater o cantor gospel Kleber Lucas pela crítica ao hino ‘Alvo Mais Que a Neve’. Ao dizer que a canção é racista, Kleber recebeu uma enxurrada de críticas pelas declarações.

Pastor da Assembleia de Deus, Marco se diz triste diante das declarações de Kleber Lucas, dizendo que o cantor desconhece que a inspiração para o hino 39 da Harpa Cristã foi a própria Bíblia.

“Então eu te pergunto, Kleber, o que fazer com o texto bíblico de Isaías 1:18? Rasgar a Bíblia? Apagar a Bíblia? Processar via lei para que se retire o tal texto racista? Poxa! Onde chegamos? Eu confesso, isso me embrulhou o estômago vindo de um levita, um pastor, cujos louvores me fizeram adorar a Deus com intensidade”, disse o pastor.

Feliciano chamou o artista de “pregoeiro da loucura socialista comunista” ao se aderir a tal luta de classe com o objetivo de causar divisão entre as comunidades: “Kleber, eu já fui acusado de racismo, você sabe disso, nós conversamos sobre esse assunto, simplesmente porque eu dei uma aula de ensinando história secular, hermenêutica bíblica antiga e contemporânea. Eles estão criminalizando a nossa fala, já criminalizam o nosso pensamento. E eu percebo que, talvez em breve, por conta de uma declaração dessa sua, alguém tem a ideia de fazer alguma coisa e nós daqui uns dias não podemos mais cantar o hino ‘Mais Alto Que a Neve’ na Santa Ceia do Senhor”.

“Isso só mostra que tudo pode degenerar nesse país. Esse hino, Kleber, tem uma melodia digna de um salmista como uma letra forte e profunda que nunca foi questionado porque tem inspiração na palavra de Deus em Isaías 1:18”, disse Marco Feliciano.

O pastor finaliza lembrando que a canção é um louvor centenário, com base em texto bíblico, e que não tem relacionamento com cor de pele, e sim, “com a limpeza provocada na alma pelo poder do sangue de Jesus sobre os pecados que representam sujeira”, disse Feliciano, dizendo, ainda, que vai orar pelo cantor por ele estar “fraco na fé”.

Publicidade

“O que mais me entristece é a forma como as esquerdas agem, elas usam pessoas cristãs evangélicas, que estão fracas na fé ou machucadas, ou magoadas contra a igreja e que, se sabe lá essas pessoas fracas magoadas, machucadas por qual motivo resolvem do nada trair os seus irmãos promovendo contendas, dúvidas como essas? Minhas orações sempre te acompanharão, Kleber, por onde quer que você passe, você tem as minhas, e, eu peço que o Brasil todo ore por você também”, finalizou.

Assista:

Publicidade

+ Acessadas da Semana