in

Médico de Israel é flagrado cuspindo em imagens de Jesus durante testes de Covid-19

Um médico que trabalhava em um serviço de ambulâncias israelense foi demitido, depois que câmeras de segurança o flagraram cuspindo em retratos de Jesus Cristo, durante uma visita a residência para realizar testes de covid-19. Israel tem uma das maiores taxas de infecção do mundo, na pandemia do novo coronavírus. As informações são do UOL.

Publicidade

Nas imagens, o profissional da saúde aparece retirando sua roupa de proteção, antes de cuspir em três imagens que ficam no corredor de uso comum do bloco de apartamentos em Tel Aviv, Israel.

Quando confrontado, o médico disse que aquelas imagens são uma forma de idolatria proibida pela bíblia hebraica. O serviço de ambulâncias israelense Magen David Adom afirmou, no Twitter, que “condena fortemente” as ações do homem, considerado “indigno de representar a organização”. Ele foi “demitido imediatamente”.

O incidente aconteceu ontem, quando o médico visitou o bloco de apartamentos que abriga, em sua maioria, moradores cristãos. Após retirar o equipamento de segurança e cuspir nas imagens, o homem aparece recolocando a máscara e entrando no elevador.

Ao sair do prédio, o médico foi confrontado por um dos moradores. Perguntado sobre o porquê de ter cuspido nas imagens de Jesus, ele afirmou que: “No judaísmo, isso é idolatria estrangeira”.

Publicidade

PT tem derrota histórica em São Paulo e PSOL passa a ser protagonista

Mulher apanha do namorado por ter ido à igreja “sem autorização” dele