Milagre: Espeto atravessa crânio de garoto e orações da família o salvam

Xavier Cunningham viveu um grande milagre. Ele e seus amigos estavam subindo em uma casa na árvore quando uma vespa pousou em sua mão.

Menino de 10 anos sobrevive a espetada no rosto e acredita ser milagre de Deus.
Menino de 10 anos sobrevive a espetada no rosto e acredita ser milagre de Deus.

As crianças haviam tropeçado em um enorme ninho de vespas numa tarde de sábado, na casa da árvore de um vizinho no oeste do Missouri (EUA), e Xavier, que estava no topo da escada, tentou afastar um deles. Mas, no processo, o padrasto de Xavier disse que o garoto de 10 anos perdeu o equilíbrio e caiu de cara no chão – exatamente onde ele e seus amigos haviam colocado um longo espeto de carne de metal que haviam encontrado.

“Ele caiu sobre isso”, disse Shannon Miller sobre seu filho, explicando como o espeto empalava a bochecha do menino e perfurava seu crânio.

“Ele disse que sentiu algo quente e ardendo em seu rosto e então viu o final e imediatamente soube o que tinha acontecido”, disse Miller, acrescentando que Xavier se levantou coberto de vespas – com uma haste longa saindo de seu rosto – e começou a correr em direção a sua casa, gritando: “’Tire-os de cima de mim! Tire-os de cima de mim!”.

O espeto entrou no rosto do menino sob seus olhos e viajou vários centímetros através de seu crânio, mas não perfurou a pele na parte de trás de sua cabeça. Àquela altura, só um milagre na vida do garoto.

Ao chegar no hospital, os médicos disseram a eles que não estavam equipados para lidar com tal ferimento e que o menino fosse levado de ambulância para o Children’s Mercy Hospital em Kansas – e depois para o Hospital da Universidade de Kansas.

Enquanto a equipe médica de Xavier trabalhava para elaborar um plano, seu pai disse que ele e a esposa ficaram acordados a noite toda, orando, cantando e observando o garoto dormir para ter certeza de que ele não tiraria o espeto de metal do rosto.

“Essa foi a parte mais difícil”, disse Miller. Ele disse que Xavier dormia apenas alguns minutos de cada vez, e que depois acordou em pânico, perguntando: “Estou morto? Ainda estou vivo?

No domingo de manhã, ele foi para a cirurgia.

Um exército de cirurgiões especializados em neurocirurgia, pediatria, trauma e otorrinolaringologia de ouvido, nariz e garganta trabalhou horas para remover o espeto.

O médico principal disse que a equipe fez uma incisão no lado do pescoço de Xavier para expor os vasos, para que eles pudessem estar prontos para controlar qualquer sangramento e, em seguida, usando imagens de raios-x, lentamente, começassem a retirar a haste.

“Estávamos preocupados com o quão seria difícil de puxar o dispositivo, porque foi enterrado muito profundamente”, disse o médico, mas “depois de uma polegada ou mais, ele começou a se mover mais livremente”.

E os cirurgiões conseguiram removê-lo, sob aplausos. Um verdadeiro milagre.

O cirurgião disse que Xavier ficaria dolorido por um tempo, e poderá sentir algumas alterações na voz, porque o espeto estava muito perto de suas cordas vocais, mas o ele não previu nenhuma sequela significativa.

Miller, o padrasto do menino, disse que quando Xavier acordou da cirurgia, a primeira coisa que ele perguntou a seus pais foi: “Está fora? Saiu? Está fora?”

Miller disse que ele credita a equipe médica de Xavier, mas principalmente a Deus – seu filho ter sobrevivido.

“Acredito que foi um milagre dos céus. Deus capacitou a equipe médica para operar o impossível, e meu filho está salvo. Só Deus podia operar esse milagre”, acrescentou.

As informações são do Washington Post.