Conecte-se conosco

Minas Gerais

Moradores de cidade mineira saem às ruas mascarados para festejar a morte de Judas

Publicado

em

Tradicional na cidade, a Festa dos Mascarados marca o encerramento da Semana Santa - Foto: Douglas Magno | AFP

O fim da Semana Santa é celebrado por moradores de uma cidade de Minas Gerais de uma forma diferente. Simplesmente se fantasiam com máscaras e saem às ruas para ‘comemorar’ a morte de Judas.

A Festa dos Mascarados, como é chamada, é comum todos os anos na cidade de Jaboticatubas, na Região Central de Minas. Ela foi criada por populares com a intenção de dar fim ao traidor de Cristo, Judas.

Para finalizar as comemorações da Semana Santa, as pessoas se vestem com roupas esfarrapadas e colocam máscaras no rosto. Assim, saem pelas ruas da cidade com chicotes nas mãos arrecadando dinheiro para ajudar a “malhar” o Judas, que é representado por um boneco de pano recheado de bombas.

Junto, há o desfile do boneco da Sabina, que representa a esposa de Judas, também confeccionado com pano e recheado de explosivos. Os dois são atração na cidade.

No final do dia, os bonecos são queimados em praça pública. Sempre mantendo uma distância de onde os bonecos são expostos e para preservar a segurança das pessoas, o público vai ao delírio ao ver e ouvir o estalar das fortes bombas. Ao explodir, os bonecos vão se desfazendo, representando, assim, o fim do traidor de Cristo.

Segundo a prefeitura municipal da cidade, além da queima dos bonecos, antes mesmo de acender os estopins, é lido o testamento de Judas e Sabina. Sempre escrito por personalidades talentosas da cidade, o testamento é uma forma de levar alegria ao público presente. Moradores e visitantes recebem, simbolicamente, objetos que serão deixados para trás pelos casal Judas e Sabina.

  • RECEBA NOTÍCIAS DO PORTAL DO TRONO DIRETAMENTE DO WHATSAPP!













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página