Conecte-se conosco

Gospel

MP pede absolvição de homem que matou mãe do cantor Delino Marçal

Publicado

em

Cantor Delino Marçal com a mãe pastora Odete Rosalina - Foto: Arquivo Pessoal

O Ministério Público de Goiás (MP) pediu a absolvição do homem que matou a mãe do cantor Delino Marçal. Odete Rosalina Machado da Costa tinha 79 anos quando foi brutalmente atacada dentro de uma igreja evangélica em Goiânia (GO). O crime aconteceu no início de janeiro deste ano.

Segundo a TV Anhanguera, um laudo apontou que o homem que cometeu o crime foi considerado “incapaz” de saber o que estava fazendo no momento que atacou a pastora Odete.

Em um Termo de Deliberação em Audiência de Instrução e Julgamento, do dia 1º de novembro, o Ministério Público pediu a dispensa de oitiva de todas as vítimas e testemunhas arroladas na denúncia, e pediu que seja acolhida a tese de “absolvição pela inimputabilidade do acusado”, arguida pela Defesa em resposta à acusação.

Em resposta, o juiz, que não viu nenhum prejuízo para a defesa e considerando que os advogados do acusado não participaram do ato, acolheu o pedido do MP no sentido de dispensar a oitiva de todas as vítimas e testemunhas arroladas na denúncia. Além disso, o magistrado determinou que a defesa seja intimada para se manifestar em cinco dias.

Em 11 de abril deste ano, um laudo emitido pela junta médica do TJ, apontou que Matheus foi considerado “incapaz” de entender e determinar o que estava fazendo no momento do crime, em Goiânia.

Odete foi agredida até morrer dentro da Assembleia de Deus Ministério Primogênito, na capital goiana, em 14 de janeiro. O autor do crime, Matheus Macaúbas, de 22 anos, chegou a ser preso pela Polícia naquela manhã.

Publicidade

A pastora estava com um membro da igreja, um borracheiro de 44 anos, em uma reunião de oração às 5h00 de sexta. A igreja estava trancada e só os dois estavam ali dentro. Cerca de 10 minutos depois, eles foram surpreendidos por gritos pelo homem que atacou os dois.

+ Acessadas da Semana