Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

“Não abrimos mão dos princípios de Deus”, diz igreja acusada de homofobia por fiel

Publicado

em

Jeter Andrade, um dos pastores da Igreja Presbiteriana Renovada (à direita) e o fiel, o fotógrafo João Pedro - Foto: Reprodução

Após pastores serem acusados de homofobia por orientar um fiel a não se batizar por ser homossexual, a Igreja Presbiteriana Renovada em Aracaju (SE) se manifestou na tarde da última segunda-feira (16/05).

No último domingo (15/05), a igreja cancelou o batismo do fotógrafo João Pedro Poderoso. Em meio a celebração do batismo, o fiel teria sido chamado para uma sala reservada onde foi orientado a esperar um pouco mais para se batizar por ele ser homossexual. O homem entendeu que foi vítima de homofobia e acionou a polícia no local.

Jeter Andrade, um dos pastores da Igreja Presbiteriana Renovada, publicou um vídeo nas redes sociais para falar sobre o caso. Ele disse que a Constituição Federal (CF) garante a liberdade de crença religiosa.

“Em um dos cursos da nossa igreja chamado ´Primeiros Passos´, onde nós começamos a ensinar verdades básicas sobre a palavra de Deus. Na terceira lição, nós falamos sobre família e sexualidade, o que nós acreditamos de acordo com a palavra de Deus. Todos são muito bem-vindos à Família Renovada, mas nós não abrimos mão dos princípios e valores da palavra de Deus”, afirmou o líder religioso.

Mas, Andrade não comentou a permissão para que o João Pedro fizesse um curso de seis semanas antes do batismo e também sobre o fato do impedimento ter acontecido poucos minutos antes do ato religioso, quando ele já estava diante de toda a igreja.

De acordo com Jadson Santana, esposo do fotógrafo, a igreja sempre teve conhecimento do relacionamento de João e Jadson. Este último já frequentava a igreja há cerca de dois anos. Inclusive, participando de dois ministérios. E por isso toda essa situação causou uma revolta ainda maior no casal que agora espera por justiça.

“Eu sirvo ao Deus do amor. Eu sirvo a Jesus que ama o leproso, amou o pecador, amou todos os tipos de pessoa. E o que vocês fizeram aqui não foi uma forma de amor. Isso foi um crime. Isso precisa ser levado para frente. E eu vou expor para que outras não passem pelo que a gente passou hoje”, disse Jadson.

  • RECEBA NOTÍCIAS DO PORTAL DO TRONO DIRETAMENTE DO WHATSAPP!













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página