Nicolás Maduro diz que Bolsonaro é um fantoche dos evangélicos

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, chamou na última segunda-feira (14) Jair Bolsonaro de “Hitler dos tempos modernos” criticou o apoio que o presidente brasileiro vem recebendo de grupos evangélicos.

Maduro chama Bolsonaro de "Fantoche".
Maduro chama Bolsonaro de “Fantoche”. Foto: AgBrasil\Estadão

“Bolsonaro é um Hitler dos tempos modernos. É isso. O que não tem é coragem e decisão próprias, porque é um fantoche destes grupos (evangélicos). Bolsonaro saiu de uma seita”, disse Maduro.

O presidente Jair Bolsonaro chegou ao poder, indiscutivelmente, com o apoio de grupos evangélicos, como a Universal do bispo Macedo.

Nicolás Maduro, no entanto, que os dias de Bolsonaro no poder estão contados: “Logo o povo brasileiro se encarregará dele”, declarou.

O Brasil é um dos vários países da América Latina que bateu o pé e não reconheceu o novo mandato de Maduro (2019-2025), além de apoiar as denúncias da oposição na Venezuela, que afirmam que as eleições presidenciais no país foram fraudadas.

A União Europeia também não reconheceu o novo governo.

Segundo dados do Fundo Monetário Internacional, a economia da Venezuela foi drasticamente reduzida em 50% durante o primeiro mandato de Nicolás Maduro, e deve cair mais 5% apenas este ano, com uma hiperinflação que deverá ultrapassar impressionantes 10.000.000%.

Tadeu Ribeiro
[email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *