Conecte-se conosco

Mais Conteúdo

Nigéria: Homens armados matam ao menos 50 fiéis em igreja

Os homens armados atiraram contra os fiéis e detonaram explosivos na igreja

Publicado

em

Ataque em igreja na Nigéria deixou pelo menos 50 mortos - Foto: Reuters

Pelo menos 50 pessoas foram assassinadas dentro de uma igreja católica na região de Ondo, no sudoeste da Nigéria. Segundo o governo e a polícia, os homens armados atiraram contra os fiéis e detonaram explosivos na igreja.

O caso aconteceu durante a missa matinal na igreja católica de São Francisco na localidade de Owo, uma região onde os atentados jihadistas e de grupos criminosos não são comuns.

Dentre as vítimas estão mulheres e crianças, segundo um médico de um hospital e reportagens da mídia. “Ainda é cedo para dizer [com precisão] quantas pessoas morreram. Mas muitos fiéis perderam suas vidas e outros ficaram feridos”, disse à Ibukun Odunlami, porta-voz da polícia na região de Ondo.

O governador do estado de Ondo, Arakunrin Oluwarotimi Akeredolu, que visitou o local do ataque e os feridos no hospital, descreveu o incidente de domingo como “um grande massacre” que não deve acontecer novamente.

“É tão triste que, enquanto a Santa Missa estava acontecendo, homens armados desconhecidos atacaram a Igreja Católica de São Francisco, deixando muitos temidos mortos e muitos outros feridos e a Igreja violada”, disse o porta-voz da Igreja Católica na Nigéria, reverendo Augustine Ikwu.

O presidente Muhammadu Buhari condenou o ataque, chamando-o de “hediondo”. O Papa Francisco lamentou a “morte de dezenas de fiéis” e disse que rezava por eles.

Vídeos compartilhados no Twitter mostram o momento em que corpos são retirados da igreja e empilhados em um caminhão. Outras gravações mostram o interior da igreja, com inúmeros corpos empilhados no chão. A identidade e o motivo dos responsáveis pelo ataque ainda não são claros.

Há 12 anos, a Nigéria enfrenta uma insurreição jihadista no nordeste do país, enquanto grupos criminosos cometem grandes sequestros no noroeste e grupos separatistas operam no sudeste.

Segundo a Portas Abertas, organização que apoia cristãos perseguidos no mundo, a Nigéria ocupa a sétima posição de países onde os cristãos são mais perseguidos por causa da fé em Jesus.













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página