Pabllo Vittar é comparada à “cadela” por pastor e gera polêmica

O pastor evangélico Otoni de Paula, que também é deputado federal (PSC), acabou gerando polêmica nas redes sociais, após divulgar um texto nas redes sociais em que critica o fato da cantora Pabllo Vittar, uma das maiores vozes do pop nacional atualmente, ter sido escolhida como a 13ª mulher mais sexy do mundo.

Pabllo Vittar é hostilizada por pastor evangélico.
Pabllo Vittar é hostilizada por pastor evangélico.

“Apesar de não andar ligado no mundo do glamour, pois acho muito fútil, me chamou a atenção de Pabllo Vittar, que é um travesti, concorrer. (…) Bem, ele não ganhou, mas ficou na frente de algumas atrizes e modelos, que realmente são mulheres, como Débora Secco e Sabrina Sato”, comentou o pastor.

Mas um ponto que acabou gerando críticas foi a comparação que o pastor fez, de Pabllo Vittar com sua “cadelinha”. Para o pastor evangélico, se Pabllo Vittar pode participar de um concurso feminino, sua cadela de estimação também poderia.

“Bem, se Pablo Vittar pode, como travesti, ser considerado mulher, ao ponto de participar de um concurso de mulher e não de travesti ou de homem gay, então no próximo vou tentar inscrever minha cadelinha, já que qualquer ‘ser’ pode ser o que quiser desde que se sinta assim”, afirmou. 

Esta não é a primeira vez que o parlamentar evangélico se mete em confusão por conta de seus comentários polêmicos. Tempos atrás ele chegou a ser apontado como racista pelos internautas, ao aparecer em um vídeo gravado no Gideões, onde fala que uma determinada mulher “era tão ruim” que Deus teria lhe dado “cabelo pixaim”, um termo considerado racista. 

Várias pessoas associaram o comentário infeliz à Missionária Isa Reis, que havia pregado no mesmo evento antes dele, e que teria dado uma mensagem dura contra os pastores do Gideões. O que teria desagradado o pastor, que, após a repercussão negativa, veio a público pedir desculpas pelas palavras, e até chorou.

Tadeu Ribeiro
[email protected]