Padre Alessandro Campos é criticado por ostentação e uso de roupas justas

O padre Alessandro Campos, que se auto-intitula “o padre sertanejo do Brasil”, assinou contrato com a Rede TV!, e irá apresentar um programa musical na emissora. Mas algumas críticas e denúncias sobre a postra do religioso foram divulgadas pelo jornalista Ricardo Feltrin, do UOL.

O colunista disse ter recebido vários emails de pessoas que trabalharam com o padre, além de telespectadores, que afirmaram terem se sentido desrespeitados com algumas atitudes de Alessandro Campos.

Padre Alessandro Campos apresentará programa na Rede TV!
Padre Alessandro Campos apresentará programa na Rede TV!

“Na plateia às vezes tem uma ou duas (mulheres) bonitas, o resto é tudo bagulho pra despacho”: Tô chocado com a frase desse cara que se diz religioso e falta com respeito com as pessoas que vão prestigiar o programa dele”, disse um jornalista que assistiu o programa dele na Rede Vida.

Além disso, alguns fieis católicos enviaram queixas ao Vaticano, pelo fato de Alessandro Campos usar roupas muito justas em suas apresentações, além das músicas seculares que ele costuma cantar em seu programa: 
“Ele é padre, mas apresenta na TV um cabaré”, disse um fiel.

O padre também é criticado por ostentar relógios de ouro, roupas de marcas, viagens de helicóptero e até um microfone dourado, banhado à ouro. 

 

Procurado, o padre Alessandro Campos negou todas as acusações, e disse que brinca com as senhoras do seu programa, que, segundo ele, adoram. Disse que nunca destratou funcionários, que desconhece qualquer queia contra suas roupas, e que ostenta joias e relógios caros em redes sociais porque não fez voto de pobreza.

Tadeu Ribeiro
[email protected]