Padre Fábio de Melo critica saídas temporárias de presos: “Doentio”

O padre Fábio de Melo utilizou suas redes sociais para criticar as chamadas “saidinhas” temporárias a que alguns presos no Brasil têm direito em datas específicas, como o dia dos pais.

Padre Fábio de Melo.
Padre Fábio de Melo.

“Não entendo de leis, mas a “saidinha” deveria ser permitida somente no dia de finados. Para que visitassem os túmulos dos que eles mataram”, declarou.

A fala do padre Fábio de Melo veio no mesmo dia em que a imprensa noticiou a saída temporária de dia dos pais de Alexandre Nardoni, condenado por jogar a filha Isabela da janela do prédio do condomínio em que morava.

Alguns internautas criticaram o discurso do padre, classificado como “doentio” por um deles, além de acusarem o religioso de desconhecer os princípios trazidos na Bíblia Sagrada.

“Doentio é matar a filha, jogar pela janela, e anos depois sair da prisão para comemorar o dia dos pais”, rebateu.

A resistência ao que o padre disse despertou uma discussão sobre a problematização feita na internet sobre diversos temas polêmicos. O religioso comentou sobre.

“É o grupinho da discordância, resultado nefasto da era da problematização. Sabem perfeitamente que a indignação pública é um fato. Não estamos questionando o que a lei permite. Estamos indignados é com o que a lei permite”, concluiu.