Conecte-se conosco

Polêmicas

Pai de Bruna Karla se pronuncia sobre polêmica e manda recado para amigo da cantora

Antônio Simplício gravou um vídeo para defender posicionamento da filha

Publicado

em

Antônio Simplício, pai da cantora gospel Bruna Karla - Foto: Arquivo Pessoal

O pai da cantora gospel Bruna Karla fez uma postagem no YouTube para se pronunciar a respeito da polêmica envolvendo a filha. Bruna recebeu milhares de críticas nos últimos dias depois que viralizou nas internet um trecho de uma entrevista em que ela se posiciona sobre casamento gay.

No vídeo em questão, Bruna aparece dizendo que só iria ao casamento de um amigo gay se ele estivesse se casando com uma mulher. Esse amigo era Bruno Di Simone, que foi cabeleireiro da artista por alguns anos. Ele criticou a cantora após a polêmica vir à tona, e inclusive, a divulgou áudios da musicista tentando explicar a situação.

Antônio Simplício não gostou da manifestação e atitude de Bruno di Simone em desfavor da filha. Então, gravou um vídeo para criticar o ex-funcionário de Bruna Karla, isso porque, Bruno, que a pouco tempo defendia Bruna, se voltou contra a artista, segundo palavras do Antônio.

Segundo o pai da cantora, se a filha fosse preconceituosa e homofóbica, isso é, discriminasse a população LGBT, ela não abriria as portas para Bruno, ou sequer daria um ‘bom dia’. Além disso, na visão do pai, Bruna Karla não quer fazer nenhuma divisão.

Antônio saiu em defesa da cantora neste caso justificando que ela pregou o Evangelho, e portanto, fez o seu papel como cristã, que é de “pagar o preço e denunciar” aquilo que é contrário às normas e leis de Deus, disse o pai da cantora.

O pai da artista da MK Musica ainda criticou Bruno por vazar áudios privados da filha para a imprensa. Para Antônio, Bruno está sendo oportunista e quer aproveitar a polêmica para ganhar fama e ser exaltado pelas pessoas. De acordo com o pai da cantora gospel, Bruno é uma “cobra” e “judas”.

Por fim, Antônio defendeu o posicionamento da filha, que segundo ele, basicamente pregou a Palavra de Deus. Além disso, esclareceu que, se a filha decidir não ir a um casamento entre homossexuais, está no direito dela.

O pai da cantora também afirmou que defenderia qualquer outra pessoa que recebesse “cancelamento” por pregar a Bíblia. Além disso, frisou que os evangélicos querem abraçar os LGBTs, mas que nunca estarão contra a Palavra de Deus e continuarão pregando a verdade. Assista:













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página