in

Pastor acusado de assédio confessa adultério e pede perdão: ‘Estou sangrando’

O pastor Davi Passamani, líder da igreja CASA, usou suas redes sociais para admitir que cometeu adultério, após ter sido acusado de assediar uma fiel da igreja, em denúncias expostas na internet.

Publicidade

O pastor nega, no entanto, que tenha cometido o crime de assédio. Disse apenas que traiu sua esposa, sem dar maiores detalhes sobre isso.

“Foi muito difícil gravar esse vídeo, mas eu devo a vocês e a minha família uma satisfação e como sabem eu assumo minhas responsabilidades. Sei que o adultério não é crime no Brasil, mas sei também o que isso representa no reino. Quero apenas pedir perdão a todos pelas minhas falhas e dizer que se de um lado enfrentarei com serenidade as acusações infundadas, por outro estou sangrando por decepcioná-los como homem de Deus”, diz o pastor no vídeo (assista ao final).

A esposa de Davi Passamani, Giovanna Lovaglio Passamani, também veio a público, e disse ter perdoado o marido pelo adultério. O casal tem dois filhos pequenos. Ela defendeu que acredita na versão do marido, de que ele não cometeu o crime de assédio.

PUBLICIDADE

“Perdoei o Davi pela sua infidelidade, mas estou convicta que jamais ele cometeu crime algum. Peço respeito a minha família nesse momento de dor e cura espiritual”, apelou.

O conselho pastoral da igreja CASA, que também lidera o ministério de louvor Casa Worship, emitiu um comunicado no sábado (25), afirmando que estava apurando as denúncias apresentadas, e que iria tomar as providências cabíveis se necessário. O pastor Davi Passamani está afastado de suas funções na denominação.

Confira abaixo o vídeo com a confissão de adultério e pedido de desculpas do pastor, além do vídeo de sua mulher Giovanna, e a nota oficial emitida pela igreja CASA:

Publicidade

Pastor famoso é acusado de assédio por fiel e igreja o afasta das funções

Voz de Ana Paula Valadão surpreende gospel em apresentações ao vivo