in

Pastor diz que Bispo Casaldáliga que defendia índios e morreu ‘já foi tarde’

O pastor evangélico Washington Gomes da Silva, líder da Assembleia de Deus Ciadseta, em São Félix do Araguaia (MT), colheu críticas após menosprezar a morte do bispo Dom Pedro Casaldáliga, que faleceu no último dia 8, após sofrer com problemas respiratórios.

Publicidade

Dom Pedro Casaldáliga era uma referência na defesa dos povos indígenas e na luta pela reforma agrária. Foi peça fundamental na devolução da área da Suia Missu a reserva indígena de Marawadese, sempre muito humilde e determinado em seus princípios cristãos.

Por conta de sua notoriedade, acabou fazendo diversos inimigos na região, principalmente grileiros de terras e grandes fazendeiros, que se viam ameaçado com o trabalho social em defesa dos índios que o bispo liderou.

PUBLICIDADE

Dom Pedro teve sua história contada em livros, na TV e no cinema.

O pastor Washigton, da Assembleia de Deus, afirmou que Dom Pedro foi responsável por “travar o desenvolvimento do Araguaia”, e que ele “já foi tarde”. Discurso alinhado aos grandes fazendeiros inimigos do padre católico.

Publicidade

Cláudio Duarte no Bial: ‘Não dá pra ser feliz e ter razão ao mesmo tempo’

Pastor vice-líder do Conselho Evangélico da França morre escalando Alpes