in

Pastor consola famílias de mortos pela Covid-19 em cemitério de Manaus (AM)

O pastor Izaías Nascimento, da Igreja Pentecostal Alcançando Vidas, está fazendo um projeto de ajuda às famílias que estão tendo que enterrar seus parentes e amigos, vítimas da Covid-19, em Manaus (AM).

Publicidade

O SOS Funeral, projeto idealizado pelo pastor com apoio da prefeitura, realiza cerimônias fúnebres nos cemitérios da capital amazonense para famílias em situações de vulnerabilidade.

Pastor Izaías diz que começa seu trabalho às 7h da manhã, e que essa jornada dura até 12h por dia, recolhendo corpos em hospitais e casas de apoio, levando-os até os cemitérios e conduzindo uma breve cerimônia fúnebre.

“Sinto a dor do próximo. Esse é o emprego que mais amo, Deus me colocou lá”, disse o religioso à agência AFP.  

Ele relata que sua equipe chegou a fazer até 10 enterros num único dia, durante o pico da pandemia em Manaus, e que agora o número caiu para 3. O desespero das famílias é algo que lhe comove sempre.

PUBLICIDADE

“[Os parentes] ficam desesperados, saem gritando: ‘Não leva a minha mãe! Não leva o meu pai!’. E a gente tem que aguentar. Às vezes somos agredidos, mas temos que ficar calados porque eu sei que dói”, explica o pastor.

O religioso ainda celebra cultos a noite, quando volta pra casa. Por conta das medidas de restrição, as reuniões da igreja estão sendo feitas nas casas dos membros.

Até às 13h desta terça-feira (30/06), o consórcio de veículos de imprensa formado pelo Grupo Globo, Estadão e Folha/UOL, anunciou o número de 1.383.678 pessoas infectadas em todos os estados e no DF, com 58.927 mortes em todas as regiões do país pela Covid-19.

Publicidade

Mulher diz que é ‘profeta de Deus’ e agride jovem gay em rodoviária em MT

Casados há 40 anos, pastores morrem de Covid-19 em 2 dias no ES