Conecte-se conosco

Música Gospel

Pastor da Assembleia de Deus critica igrejas com paredes preta: “Parece boate”

Publicado

em

Abgail Filho, 1° vice-presidente da Assembleia de Deus Ministério Fama de Goiânia (GO) - Foto: Reprodução

Um pastor evangélico de Goiânia (GO) fez uma crítica às igrejas que aderiram ao jogo de luzes e à paredes preta. A declaração do religioso deu o que falar nas redes sociais.

Abgail Filho, é o 1° vice-presidente da Assembleia de Deus Ministério Fama da capital goiana e teria criticado as igrejas por conta das pinturas em tom escura. Muitas igrejas do Brasil têm pintado as paredes de seus salões de reunião de preto, o que tem despertado uma grande polêmica em torno do fato.

Dentre as igrejas que aderiram à pintura estão Batista da Lagoinha, Bola de Neve, Hillsong Church, Adalpha Church, além de outras conhecidas. Mas, há quem não goste desse modelo, bastante comum no país e em todo mundo. É o caso do pastor Abgail.

Por meio de um vídeo divulga na web, o vice-presidente da AD aparece criticando o modelo. Abgail Filho afirmou que teve uma conversa que aconteceu com um grupo de pastores da denominação, sobre algumas coisas que a Assembleia de Deus poderia liberar.

Ele então aconselhou os pastores a continuarem com o que aprenderam e não ‘inventarem moda’, pois a igreja não precisa parecer com uma boate e sim parecer com o céu. Sua declaração dividiu a opinião dos internautas.

“As minhas paredes não estão pretas, eu não estou desligando luz, nem acendendo luz vermelha. O que eu vou ganhar com isso? Igreja não precisa parecer com boate, igreja precisa parecer com o céu”, disse o pastor durante sua ministração. Veja abaixo:













+ Acessadas da Semana

Você não pode copiar o conteúdo desta página