in

Pastor Davi Passamani é denunciado pelo MP-GO por importunação sexual

O pastor evangélico Davi Passamani, da igreja CASA, foi denunciado pelo Ministério Público do Goiás (MP-GO) pelo crime de importunação sexual.

Publicidade

Davi Passamani foi exposto meses atrás por uma antiga fiel de sua igreja, que afirmou através do Twitter que estava sendo vítima do religioso. Na época, ele veio a público confessar que cometeu adultério, mas negou que tivesse assediado a moça.

O caso chegou a ser investigado, mas a justiça do Goiás acabou arquivando o inquérito em maio deste ano por ausência de justa causa.

Agora, o que dá embasamento ao novo processo são as denúncias de outra fiel, que registrou boletim de ocorrência após se sentir encorajada com a denúncia feita na redes sociais sobre os atos do pastor.

Davi Passamani, segundo o inquérito, teria importunado de maneira íntima a vítima, em janeiro de 2019. O MP-GO entendeu que houve a prática de crime, e acabou encaminhando a denúncia para a justiça.

PUBLICIDADE

Não foram divulgados mais detalhes sobre o caso, nem a identificação da vítima, pelo fato do processo correr sob segredo de justiça.

Se for condenado, o pastor Davi Passamani pode pegar de 1 a 5 anos de reclusão, e ter a pena aumentada pela metade em razão dele, supostamente, ter usado sua influência como pastor da vítima para praticar o ilícito.

Por meio de nota, a defesa do pastor afirmou que desconhece a denúncia.

Publicidade

Homem invade Globo e faz repórter de refém até falar com Renata Vasconcellos

Evangélicos, Justin Bieber e esposa apostam em cultos online na quarentena